Cinco pessoas foram presas por envolvimento em distúrbios que começaram na noite de sábado (29) e continuaram na madrugada de domingo (30) no Black Lives Matter Plaza e em outras partes de DC. Segundo a polícia, cinco oficiais ficaram feridos, mas a extensão dos ferimentos não foi detalhada. O sindicato que representa a categoria informou que outro policial foi levado ao hospital por perda de visão depois que um laser foi aplicado em seu olho.

De acordo com a polícia de DC, os presos estavam intencionalmente ateando fogo, acendendo fogos de artifício e jogando objetos como vidros, tijolos e granadas de fumaça contra policiais da área. As autoridades disseram que os manifestantes também usaram lasers para prejudicar visualmente os policiais. A fim de conter os distúrbios, a polícia de DC usou balas de borracha e gás lacrimogêneo.

As cinco pessoas presas foram acusadas de agressão a um policial, motins criminosos, direção imprudente e posse de munição não registrada. “A prefeita Muriel Bowser e o Departamento de Polícia Metropolitana sempre protegerão os direitos dos envolvidos nas assembleias não violentas da Primeira Emenda, no entanto, aqueles que se envolverem em comportamento criminoso e procurarem causar danos a outras pessoas serão responsabilizados”, a disse o porta-voz da polícia de DC.

Um total de 527 pessoas já foram presas e acusadas de comportamento violento desde que o Distrito começou a rastrear esses crimes em 30 de maio.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Mais confrontos

Manifestantes e policiais entraram em confronto novamente no domingo à noite nas ruas do centro de DC. Os manifestantes cantaram e soltaram fogos de artifício, algo semelhante à noite anterior, protestando contra a dispersão dos participantes que, segundo eles, promoviam uma manifestação pacífica no sábado e foram contidos com violência pela polícia.

Os protestos vêm sendo vistos em todo o país há semanas, desencadeados após Jacob Blake ter sido atingido por sete disparos efetuados por policiais de Kenosha, Wisconsin. Em Washington, ocorreram um dia após a Marcha do Compromisso. Manifestações semelhantes foram realizadas em todo o país entre o final de maio e o início de junho, após a morte de George Floyd durante uma abordagem policial em Minnesota.

(Com informações de WTop e WUSA)

Publicidade
Curso de inglês