Um homem abriu fogo usando um rifle de assalto do lado de fora da Embaixada de Cuba em Washington, DC, na madrugada desta quinta-feira (30) e foi preso. Os tiros começaram por volta das 2 horas em frente ao prédio, no noroeste. Oficiais do Departamento de Polícia Metropolitana foram chamados ao local depois que os vizinhos relataram ter ouvido os disparos.

Os policiais encontraram o suspeito com uma espingarda de assalto e o levaram sob custódia sem incidentes. Os investigadores dizem acreditar que o suspeito estava atirando em direção à embaixada, embora detalhes sobre qualquer motivação em potencial ainda não estejam claros.

O suspeito, cujo nome não foi divulgado imediatamente, acabou preso sob a acusação de possuir uma arma e munição não registradas, agressão com intenção de matar e possuir uma arma de alta capacidade, segundo uma porta-voz do Serviço Secreto dos Estados Unidos. Nenhuma lesão foi relatada.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

Fotos da cena postada nas mídias sociais mostraram um grupo de policiais do lado de fora da embaixada depois do tiroteio e dos investigadores que procuravam em um veículo estacionado lá.

Outras imagens mostraram investigadores examinando os danos em frente à embaixada, no bairro Adams-Morgan, incluindo um buraco de bala em uma janela acima da porta da frente e danos a um mastro de bandeira e uma coluna ao lado de uma estátua do herói da independência cubana, José Martí. Oficiais do Departamento de Polícia Metropolitana e do Serviço Secreto investigam o caso.

(Com informações de Associated Press)

Publicidade
CCA idiomas