Não é uma ligação que a polícia escolar de Baltimore City recebe com muita frequência. Na segunda-feira (25), as autoridades foram acionadas, por conta de um estudante suspeito de uma tentativa brutal de assassinato. O aluno foi acusado de perseguir uma mulher e atirar nela dez vezes.

Os policiais, desarmados, tomaram medidas rápidas dentro da Patterson High School para encontrar o aluno e detê-lo. Depois do que um porta-voz descreveu como uma breve luta, a polícia encontrou uma arma carregada com o aluno e o levou sob custódia. O adolescente, Malik Bell, 16 anos, é acusado como adulto e mantido sem fiança por tentativa de assassinato. A primeira audiência do caso está agendada para 10 de março.

Bell é suspeito de atirar em uma mulher de 46 anos no nordeste de Baltimore em 17 de fevereiro, no quarteirão 5000 da Truesdale Avenue. Ele enfrenta 21 acusações, 13 por causa do tiroteio em 17 de fevereiro e outras oito por sua prisão na Patterson High School.

A descoberta ocorreu depois que a polícia escolar de Baltimore City foi notificada pela polícia da cidade sobre a investigação da tentativa de assassinato. Com a constatação de que o adolescente estava na escola, ele foi abordado e preso, carregando uma pistola semi-automática calibre 45 carregada.

Publicidade
CCA idiomas

Os policiais da Baltimore City School estão desarmados desde 2015 e lutam contra o problema desde então. Baltimore é a única jurisdição em Maryland com uma força policial escolar juramentada que não permite que os oficiais portem armas nas propriedades da escola. Nos condados vizinhos, oficiais de recursos escolares de agências policiais locais patrulham escolas e têm permissão para portar armas.

A ocorrência de segunda-feira foi o 28º caso de uma arma encontrada em uma escola pública na cidade de Baltimore desde 2016, de acordo com um porta-voz da escola.

(Com informações de Fox Baltimore)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes