O Departamento de Saúde da Virgínia declarou na última semana aos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) ampla transmissão comunitária por coronavírus dentro do estado. O nível moderado a mínimo significa que há uma alta probabilidade de transmissão comunitária, ou seja, aquela em que não é possível determinar a origem do contágio, ou o potencial de um rápido aumento de casos suspeitos.

“A transmissão comunitária indica que você pode contrair o Covid-19 de qualquer lugar da comunidade; você não precisa viajar ou conhecer uma pessoa com a doença para obtê-la. Isso significa que todos devem ficar em casa e buscar apenas as necessidades essenciais o mais raramente possível”, insiste Karen Shelton, diretora do Distrito de Saúde de Mount Rogers.

“O sudoeste da Virgínia não é imune ao Covid-19. Se você precisar sair para coisas críticas, como compras de supermercado ou atendimento médico, fique a pelo menos um metro e meio de distância dos outros. Lave as mãos e limpe as superfícies com frequência. Essas precauções pessoais se aplicam a todos nós – fique em casa!”, reitera.

Publicidade

Idosos, especialmente aqueles com 65 anos ou mais, e pessoas de qualquer idade com sérias condições médicas subjacentes podem estar em maior risco de complicações mais graves do Covid-19. Mesmo quem não se encaixar nesses critérios pode ajudar a reduzir o risco para aqueles que são mais vulneráveis.

Há evidências crescentes de que as pessoas podem espalhar o Covid-19, mesmo que nunca desenvolvam sintomas ou antes que seus sintomas comecem. Mesmo assim, o CDC acredita que as pessoas são mais contagiosas quando apresentam sintomas. Todos devem limitar sua exposição ficando em casa.

Conforme os últimos dados divulgados pelas autoridades de saúde, o estado contabiliza 23.671 pessoas testadas para coronavírus, com 2.637 casos confirmados. Entre os pacientes, 431 necessitaram de hospitalização e 51 foram a óbito. Mais informações estão disponíveis neste site.

Publicidade