O governador Ralph Northam anunciou nessa quarta-feira (15) a adoção de padrões de segurança de emergência na Virginia, em resposta ao novo coronavírus. Essas regras de segurança pioneiras protegerão os trabalhadores do estado ao exigir equipamentos de proteção individual adequados, saneamento básico, distanciamento social, planos de preparação e resposta a doenças infecciosas, manutenção de registros, treinamento e comunicações de risco nos locais de trabalho.

“Os trabalhadores não devem sacrificar sua saúde e segurança para ganhar a vida, especialmente durante uma pandemia global em andamento”, defende Northam.

“Diante da inação federal, a Virgínia adotou medidas para proteger os trabalhadores da Covid-19, criando os primeiros requisitos de segurança no local de trabalho. Manter os virginianos seguros no trabalho não é apenas uma parte fundamental para impedir a propagação desse vírus, é a chave para a nossa recuperação econômica e é a coisa certa a fazer”, considera.

Os padrões recém-adotados exigem que todos os empregadores determinem medidas de distanciamento social e exijam coberturas faciais para os funcionários em posições voltadas para o cliente. Quando o distanciamento social não for possível, devem fornecer acesso frequente a lavagem ou desinfetante para as mãos, além de limpar regularmente as superfícies de alto contato.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

As diretrizes exigem ainda que todos os funcionários sejam notificados dentro de 24 horas se um colega de trabalho tiver um resultado positivo para o vírus. Os funcionários com diagnóstico confirmado ou suspeita de contaminação não poderão retornar ao trabalho por dez dias ou até receberem dois testes negativos consecutivos.

Aprovação

O Conselho de Códigos de Segurança e Saúde do Departamento de Trabalho e Indústria da Virgínia aprovou o padrão temporário de emergência na prevenção de doenças infecciosas depois que o governador Northam ordenou a criação de regulamentos aplicáveis ​​em maio. Esses padrões de emergência temporários permanecerão em vigor por seis meses e podem ser permanentes, através do processo definido na lei estadual.

“Como um estado de topo para o desenvolvimento da força de trabalho, não deve surpreender que a Virgínia também seja a primeira do país a estabelecer um conjunto tão robusto de regulamentos de segurança de emergência no local de trabalho”, avalia Megan Healy, consultora chefe de desenvolvimento da força de trabalho.

“Manter a economia da Virgínia avançando nunca foi tão importante, e manter nossos trabalhadores em segurança é fundamental para a recuperação econômica sustentada”, concorda o secretário de Comércio, Brian Ball.

Publicidade
CCA idiomas