Três possíveis casos do novo coronavírus estão sob investigação na Virgínia. O Departamento de Saúde estadual informou em um comunicado que dois dos residentes com sintomas são do centro do estado e o terceiro é do norte da Virgínia.

Todos atendem aos critérios clínicos e epidemiológicos do vírus que matou pelo menos 56 pessoas em todo o mundo e adoeceu mais de 2 mil. A maioria dos casos está em Wuhan, na China. Aqueles que atendem aos critérios exigem testes e confirmação adicionais.

A Universidade George Mason, em Fairfax, divulgou uma mensagem à sua comunidade apontando sobre vários relatos de que o caso do norte da Virgínia é de um estudante que voltou recentemente da China.

Na mensagem, a instituição aconselhou os alunos que vieram recentemente da China a não frequentarem as aulas, caso se sentirem doentes, e procurar atendimento médico imediatamente, se estiverem enfrentando sintomas que possam ser evidências do vírus. O aviso da George Mason ainda explica que as doenças investigadas na Virgínia também podem ser “resfriados, gripes ou outras doenças”.

Quanto à investigação, o Departamento de Saúde afirmou: “quando casos potenciais são relatados, amostras de laboratório são coletadas e submetidas aos Centros de Controle e Prevenção de Doenças para testes. Esses casos são chamados de pacientes sob investigação”.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

Um representante do Departamento de Saúde da Virgínia disse que eles aguardavam os resultados dos exames laboratoriais do CDC para saber se os três pacientes contraíram o coronavírus. Os resultados são esperados ainda esta semana.

Informações

A Virgínia agora tem uma página da web detalhando informações sobre o vírus e sobre quantos pacientes estão sob investigação.

O novo vírus causa doenças leves a moderadas do trato respiratório superior, como o resfriado comum. Seus sintomas incluem febre, tosse e dificuldade em respirar e podem aparecer de dois a 14 dias após a exposição.

(Com informações de WTop)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes