Em resposta à crise do Covid-19, os serviços de saúde estão sendo reforçados na Virginia. Uma nova ordem executiva do governador Ralph Northam permite a contratação de enfermeiros e médicos de fora do estado, de estudantes de medicina e amplia o atendimento em telessaúde.

As novas políticas para reforçar a força de trabalho de assistência médica são adotadas dias após o governador ter chamado voluntários médicos e não médicos adicionais, como parte de um esforço estadual para combater o novo coronavírus. Estima-se que até 30 mil trabalhadores extras sejam necessários nos hospitais da Virgínia, instalações de cuidados prolongados e departamentos de saúde pública, caso ocorra um aumento no número de casos.

“Enquanto estamos vendo sinais promissores em nossa luta contínua contra o Covid-19, precisamos continuar nos preparando para todos os cenários, e isso inclui garantir que tenhamos a equipe necessária para enfrentar um possível surto médico”, explica o governador. “Essa pandemia está exigindo extraordinariamente nossos médicos, enfermeiros e profissionais de enfermagem, e essas políticas nos permitirão expandir nossa força de trabalho em serviços de saúde para que profissionais médicos mais treinados possam intervir e ajudar”, acrescenta.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

A ordem executiva permite que hospitais, unidades de enfermagem e instalações de diálise solicitem que licenciados fora do estado prestem assistência na Virginia. Também abre a profissionais de enfermagem licenciados no estado, com dois ou mais anos de experiência clínica, a prática sem um acordo de colaboração. Ela fornece, ainda, flexibilidade adicional aos hospitais na supervisão de estagiários, residentes e bolsistas, e permite que os hospitais usem estudantes de medicina do quarto ano na prestação de cuidados.

A ordem executiva 57 também permite o uso expandido da telessaúde. Médicos com licenças de outros estados que têm pacientes atuaalmente na Virgínia podem continuar a tratar seus pacientes via telessaúde. Isso ajudará a garantir que os residentes de comunidades fronteiriças não precisem viajar para fora do estado para receber cuidados.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes