Os últimos dados do departamento de Saúde de Washington DC podem trazer surpresa em relação à faixa etária mais infectada pelo novo coronavírus. E isso pode surpreendê-lo. Ao contrário do que muitos creem, de que o COVID-19 tem como alvo principal os cidadãos mais velhos, os dados brutos contam uma história diferente.

O site de notícias WUSA9 analisou os números do Daily Coronavirus Report, dados oficiais do governo de DC, e constatou que pelo menos 61% dos infectados na capital americana tem menos de 40 anos. Desde sexta-feira, dia 27 de março, houve um total de 69 novos casos de COVID-19 no distrito. Desses, mais de 60% tinham menos de 40 anos. E seis desses pacientes tinham 13 anos ou menos.

Em Maryland, os números disponíveis não chegaram tão longe. Mesmo assim a grande maioria de todos os casos foi diagnosticada em pacientes com idades entre 18 e 64 anos. Já em Virginia, o departamento de saúde disse que não tem uma faixa etária em seus casos de coronavírus no momento, mas planeja fornecer informações mais detalhadas no futuro.

De acordo com o professor associado da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg, Cliff Mitchell, os pesquisadores esperam os pacientes mais jovens. Segundo ele, não está claro se a falta de distanciamento social entre a população mais jovem tem algum papel. “Bem, acho que essa preocupação foi levantada recentemente por fotos de férias de primavera na Flórida”, disse, referindo-se a imagens de praias cheias de estudantes universitários.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

E enquanto as tendências mais antigas da China mostraram que a maioria das mortes ocorreu em pacientes com 60 anos ou mais, ou aqueles com problemas de saúde subjacentes, isso não significa que as pessoas mais jovens também não fiquem realmente doentes com coronavírus.

Um relatório de 16 de março do Centers for Disease Control revela que 20% dos pacientes hospitalizados tinham entre 20 e 44 anos, incluindo Fiona Lowenstein, 26 anos, moradora de Nova York. Ela não tinha condições de saúde subjacentes, mas ainda acabou no hospital com COVID-19. “Em algum momento da crise, nem todos levaram a sério”, disse Lowenstein à CBS This Morning.

Porém, de acordo com os Centros de Controle de Doenças, a maior faixa etária hospitalizada continua a se inclinar mais, entre 65 e 84 anos. Mas esses dados foram de meados de fevereiro a meados de março, antes que casos confirmados de coronavírus fossem disparados nos EUA.

 

(Com informações de WUSA9)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes