O governador Larry Hogan promulgou nesse domingo (5) uma ordem de emergência para proteger os residentes e os funcionários das instalações em lares de idosos localizados em Maryland. A medida visa reforçar os esforços de mitigação da pandemia de Covid-19 no estado, a partir de novas diretrizes.

A partir de agora, todos os funcionários que interagem com os residentes terão que usar equipamentos de proteção individual, incluindo máscara facial, proteção ocular adequada, luvas e jaleco.

Além disso, as instalações precisarão criar áreas separadas de observação e isolamento para os residentes e agilizar todos os testes pelo Laboratório de Saúde Pública do Estado de Maryland. Residentes sintomáticos em lares de idosos e instalações de cuidados prolongados estão entre os grupos de pacientes priorizados pelo laboratório estadual, ao lado de pacientes hospitalizados e prestadores de serviços de saúde sintomáticos e socorristas.

“Como dizemos há várias semanas, os habitantes de Maryland mais velhos e aqueles com condições de saúde subjacentes são mais vulneráveis ​​e com um risco significativamente maior de contrair, ficar mais gravemente doentes e morrer desta doença”, explicou Hogan.

“O mais preocupante é que atualmente temos casos ou grupos de casos em 81 casas de repouso e instituições de longa permanência em todo o estado. Nossa maior prioridade é manter os habitantes de Maryland seguros e usaremos todas as ferramentas à nossa disposição para proteger os mais vulneráveis ​​entre nós”, acrescentou.

Orientações

Em 10 de março, o Departamento de Saúde de Maryland (MDH) emitiu fortes orientações às instalações de cuidados continuados e de longo prazo para restringir as visitas e começar a implementar protocolos de controle de infecção.

As diretrizes agora exigem que as instalações para idosos ajustem e fortaleçam suas políticas, protocolos e procedimentos de acordo com todas as orientações estaduais e federais relacionadas ao Covid-19 e adotem imediatamente uma série de medidas de proteção aprimoradas.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Os residentes admitidos ou atendidos em um hospital para o Covid-19 devem poder retornar ao lar de idosos, desde que a instituição possa seguir as recomendações aprovadas pelo CDC para precauções baseadas na transmissão. Se os residentes tiverem que ir temporariamente para outras instalações, todos os esforços deverão ser feitos pelas casas de repouso receptoras e originais para transferir os residentes de volta para suas casas de repouso originais o mais rápido possível.

Qualquer pessoa que consciente e intencionalmente violar essa ordem é culpada de uma contravenção e por condenação está sujeita à prisão por até um ano, ou multa de até US$ 5 mil – ou ambos.

Hospitais

Hogan também ordenou a aceleração do plano de alta hospitalar do estado para ser concluída seis semanas antes do previsto, liberando leitos para pacientes com Covid-19. Estão em andamento trabalhos para criar capacidade extra de internação, por meio de ampliações de instalações existentes, como hotéis e centros de convenções.

A construção inicial está concluída no hospital de campanha no Baltimore Convention Center, incluindo instalações para as áreas de pacientes e funcionários. Repartições e outros equipamentos necessários estão sendo finalizados e 100 funcionários já foram contratados.

A primeira leva de tendas médicas avançadas foi atribuída a hospitais e às instalações do Departamento de Segurança Pública e Serviços Correcionais, e mais serão alocadas nos próximos dias.

Testes

Três estações de inspeção de emissões de veículos foram transformadas em postos de testes drive-thru em Glen Burnie, Waldorf e Bel Air. A partir desta segunda-feira (6), mais dois locais serão ativados, em Columbia, no Condado de Howard, e White Oak, no Condado de Montgomery. Todos os pacientes devem ter uma indicação de seu médico para o exame e serão atendidos apenas com hora marcada.

Publicidade
CCA idiomas