O Distrito de Columbia divulgou novos dados sobre o que as pessoas fizeram nos dias que antecederam o diagnóstico positivo para Covid-19 e o levantamento mostra uma relação entre o número de infectados e a presença deles em eventos. Os rastreadores de contato da cidade entrevistaram 374 pacientes positivados entre 2 a 8 de outubro e perguntaram em quais atividades de risco moderado a alto eles participaram nas duas semanas antes do início dos sintomas ou data do teste.

Aproximadamente um quarto dos entrevistados (25%) informou ter participado de reuniões sociais com mais de cinco pessoas, segundo a diretora da DC Health, LaQuandra Nesbitt.

Cerca de 22% relataram que compareceram ao trabalho (as unidades de saúde eram os locais de trabalho mais comuns), enquanto 21% tinham ido a restaurantes e bares, conforme os dados. Mais de 17% disseram ter viajado para fora da área de DC. Aproximadamente 6% participaram de eventos religiosos e outros 6% relataram algum tipo de atividade de cuidado pessoal, como ir a um salão de beleza ou academia.

De acordo com autoridades de saúde da cidade, todas essas atividades podem representar riscos elevados para a contaminação por coronavírus, pois as pessoas podem ficar a menos de dois metros umas das outras por longos períodos.

Publicidade

Cerca de metade das pessoas respondeu que não fez nenhuma das atividades consideradas especialmente arriscadas, embora tenham feito outras de menor risco, como ir ao supermercado ou sair com um pequeno grupo de amigos.

Enquanto isso, 60% dos entrevistados contaram ter participado de eventos sociais em que as pessoas nesses eventos não estavam aderindo consistentemente às diretrizes de distanciamento social ou usando máscaras faciais. Cerca de 20% desses eventos tiveram mais de 20 participantes.

“As pessoas ficam muito à vontade quando participam de reuniões organizadas por amigos e familiares. Mas queremos que elas reconheçam a importância de manter o distanciamento social e usar uma máscara sempre que estiver com pessoas que não fazem parte de sua casa, mesmo que sejam parentes e amigos íntimos”, afirma a diretora de saúde, reforçando que essas mesmas medidas se aplicam ao local de trabalho.

(Com informações de DCIst)

Publicidade
Curso de inglês