Autoridades de saúde do estado de Washington confirmaram na noite desse domingo (1º) que uma segunda pessoa havia morrido por causa do coronavírus. A vítima é um homem de 70 anos de uma instituição de enfermagem perto de Seattle, onde dezenas de pessoas estavam doentes e foram testadas para o vírus.

Em um comunicado, a Saúde Pública – Seattle e King County disse que o idoso morreu no sábado (29). Na sexta-feira (28), autoridades de saúde anunciaram que um homem de 50 anos morreu de coronavírus, a primeira morte pelo vírus nos EUA. Ambos tinham condições de saúde subjacentes e estavam sendo tratados em um hospital em Kirkland, Washington, a leste de Seattle.

Primeiro estado a confirmar ocorrências de coronavírus no país, Washington agora tem 12 casos confirmados. As autoridades estaduais e locais intensificaram os testes para a doença à medida que o número de novos casos crescia em todo o país, com novas infecções anunciadas na Califórnia, Flórida, Illinois, Rhode Island e Nova York.

O governador Jay Inslee declarou estado de emergência no sábado, em resposta a novos casos de Covid-19, instruindo as agências estaduais a usar todos os recursos necessários para se preparar e responder ao surto. As autoridades da área de Seattle relataram quatro novos casos no domingo à noite, incluindo o homem que morreu. Dois profissionais de saúde da Califórnia também foram diagnosticados.

Dos novos casos do estado de Washington, dois eram mulheres, uma com 80 e outra com 90 anos. Ambas estavam em estado crítico. Um homem de 70 anos também estava em estado crítico. Todos os três eram da unidade de enfermagem LifeCare em Kirkland, Washington, onde autoridades de saúde disseram que 50 pessoas estão doentes e sendo testadas para o vírus.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Na noite de domingo, a Associação Internacional de Bombeiros disse que 25 membros que responderam a pedidos de ajuda nas instalações de enfermagem estão em quarentena.

Testes

Enquanto as consequências continuam, o vice-presidente Mike Pence e o secretário de Saúde e Serviços Humanos, Alex Azar, procuram tranquilizar o público americano que o governo federal está trabalhando para garantir que as autoridades estaduais e locais possam testar o vírus.

Ambos disseram durante uma rodada de entrevistas no programa de TV no domingo que milhares de outros kits de testes foram distribuídos para autoridades estaduais e locais, e outros milhares estão por vir.

“Eles devem saber que temos o melhor sistema de saúde pública do mundo cuidando deles”, disse Azar, acrescentando que casos adicionais serão relatados e o risco geral para os americanos é baixo. Segundo o secretário, mais de 3,6 mil pessoas já foram testadas para coronavírus e existe a capacidade de testar 75 mil pessoas. Ele previu uma “expansão radical disso” nas próximas semanas.

(Com informações de Associated Press)

Publicidade