O governador de Maryland, Larry Hogan, anunciou nessa segunda-feira (16) que todos os bares, restaurantes e cinemas fecharão às 17 horas, na tentativa de impedir a propagação do coronavírus. Hogan também anunciou a proibição de encontros sociais, comunitários, recreativos ou religiosos de mais de 50 pessoas próximas.

O governador disse que não proibir grandes reuniões é crime e será aplicado se as empresas não cumprirem. Na semana passada, Hogan anunciou uma proibição contra reuniões de mais de 250 pessoas

“Nunca enfrentamos algo assim antes”, disse Hogan em comunicado. “Isso vai ser muito mais difícil, demorará muito mais tempo e será muito pior do que quase todo mundo entende”. O governador disse que o estado planeja disponibilizar mais de 6 mil leitos hospitalares, em parte reabrindo hospitais fechados.

Hogan também ordenou a proibição de empresas prestadoras de serviços de eletricidade, gás, água, esgoto, telefone, cabo e internet de interromperem os serviços de clientes residenciais ou cobrarem taxas atrasadas durante o estado atual de emergência em Maryland.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Ele também disse que o estado fornecerá três refeições por dia e um lanche para os alunos que precisarem, enquanto as escolas estiverem fechadas nas próximas duas semanas. Hogan disse que 138 centros de distribuição já estão funcionando.

Maryland teve 37 casos confirmados de coronavírus. O governador disse que as pessoas devem esperar que o número de casos aumente de maneira dramática e rápida.

 

(Com informações de Fox)

Publicidade