Gatos e cães de estimação não podem transmitir o novo coronavírus para os seres humanos, mas podem dar positivo para níveis baixos do patógeno se o pegarem de seus donos. Essa é a conclusão do Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação de Hong Kong, depois que um cão em quarentena apresentou resultados positivos para o vírus em 27 de fevereiro, 28 de fevereiro e 2 de março, usando as amostras de cavidade nasal e oral.

“Atualmente, não há evidências de que os animais de estimação possam ser uma fonte de infecção pelo Covid-19 ou que fiquem doentes”, disse o órgão em um comunicado. Os cientistas suspeitam que o vírus conhecido como SARS-CoV-2, que causa a doença, se origine em morcegos, antes de transmiti-lo a outras espécies, possivelmente um pequeno mamífero selvagem, que o transmitiu aos seres humanos.

No entanto, especialistas da Escola de Saúde Pública da Universidade de Hong Kong, da Faculdade de Medicina Veterinária e Ciências da Vida da Universidade da Cidade de Hong Kong e da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) concordaram que o cão tem um baixo nível de infecção e é “provável que seja um caso de transmissão humano-animal”.

O cão, e outro também em quarentena que testou negativo para o vírus, será testado novamente antes de ser liberado. O departamento sugeriu que animais de estimação, incluindo cães e gatos, de famílias nas quais alguém testou positivo para o vírus deveriam ser colocados em quarentena.

Em geral, os donos de animais devem manter uma boa higiene, incluindo lavar as mãos antes e depois do manuseio dos animais, alimentos e suprimentos, e não beijá-los. As pessoas doentes devem evitar o contato com animais de estimação, e o aconselhamento de um veterinário deve ser procurado se forem detectadas alterações nas condições de saúde do pet.

Publicidade
Curso de inglês

“Além de manter boas práticas de higiene, os donos de animais não precisam se preocupar demais e, em circunstância alguma, devem abandonar seus animais de estimação”, reitera o departamento.

Casos nos Estados Unidos

De acordo com os Centros de Prevenção e Controle de Doenças (CDC), até nesta quinta-feira (5) havia 99 casos confirmados ou em investigação de coronavírus nos Estados Unidos e um total de dez mortes. Dos 50 estados americanos, 13 já relataram casos.

Desse total, 30 estão relacionados a viagens, 20 foram transmitidos de pessoa a pessoa e 49 continuavam sob investigação. Até esta quarta-feira (4), 1.526 pacientes haviam sido testados no CDC. Isso não inclui testes sendo realizados em laboratórios de saúde pública estaduais e locais, que começaram nesta semana.

(Com informações de Associated Press)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes