Autoridades de saúde do Condado de Montgomery, em Maryland, estão investigando uma festa de Halloween que atraiu mais de 75 pessoas e infectou pelo menos 15 com coronavírus. O evento não autorizado, organizado por alunos de uma escola privada de DC, contou com a presença de mais de 30 residentes do condado, de acordo com o oficial de saúde, Travis Gayles.

Ele não especificou exatamente onde a festa aconteceu, mas disse que os moradores foram identificados por meio do rastreamento de contatos, depois que o Departamento de Saúde de DC informou sobre o evento. No condado, a recomendação era evitar as tradicionais brincadeiras de Halloween, como “doces ou travessuras”, bem como eventos em grande escala.

Gayles falou sobre a festa durante o briefing semanal sobre a Covid-19, observando que, dos estudantes residentes do Condado de Montgomery, pelo menos 15 tiveram resultado positivo para coronavírus até agora. Ele afirmou que a investigação está em andamento, mas que a festa “potencialmente violou uma série de diretrizes”.

“Continuamos conduzindo a investigação para colher mais informações e ter uma noção geral do que exatamente aconteceu naquele ambiente para favorecer a transmissão. Assim que tivermos concluído a investigação, tomaremos as medidas necessárias de acordo com os regulamentos”, declarou.

A DC Health disse em um comunicado que não divulga informações de identificação ou detalhes de investigações de casos ou grupos.

Publicidade

Restrições

Na terça-feira (10), o Conselho do Condado de Montgomery aprovou por unanimidade a ordem que restabeleceu restrições mais rígidas às atividades, à medida em que a contagem de casos continua a aumentar no condado.

As mudanças abrangem principalmente o tamanho dos grupos em reuniões e os limites de capacidade dos negócios, que foram amenizados em junho, quando o condado entrou na Fase 2 do seu plano de recuperação.

Nesta semana, o governador de Maryland, Larry Hogan, também anunciou a ampliação das restrições, devido ao aumento contínuo de casos de Covid-19 no estado.

(Com informações de WUSA)

Publicidade