Annapolis recebeu uma doação inesperada durante a pandemia do coronavírus de um benfeitor a meio mundo de distância. O governo municipal de Changsha, na China, doou 40 mil máscaras faciais de nível médico para a capital de Maryland, conforme anunciou Kevin Simmons, diretor do Escritório de Gerenciamento de Emergências da cidade norte-americana.

Um representante do escritório de relações exteriores da cidade chinesa, Yani Xiao, escreveu ao gerente municipal David Jarrell em abril, declarando que desejavam enviar uma doação de máscaras, em parte por causa de um relacionamento existente com o ex-gerente municipal assistente Bob Agee e outros residentes de Annapolis.

“Como Changsha e Annapolis são cidades gêmeas de amizade, devemos permanecer firmes um com o outro e apoiar uns aos outros. Annapolis não está sozinha nesta crise e somos uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade”, escreveu Xiao.

Em troca da doação, o prefeito Gavin Buckley enviou às autoridades chinesas um livro de fotos de Annapolis. “Sou grato pelo presente das máscaras, mas sou ainda mais grato pelo que dizem sobre a esperança da condição humana”, declarou Buckley.

A doação veio “na hora certa”, segundo Simmons, já que os novos casos relatados voltaram a crescer desde meados de junho, após uma calmaria no final da primavera. Maryland registra cerca de 800 novos casos por dia desde o final de julho, ante um mínimo de cerca de 300 por dia no início de junho. Em todo o estado, quase 97 mil pessoas foram diagnosticadas com Covid-19 e mais de 3.460 morreram vitimados pela doença.

Publicidade
CCA idiomas

Na área de Annapolis, 1.540 pessoas tiveram resultado positivo, incluindo 388 no mês passado, de acordo com dados do departamento de saúde do condado. Autoridades do condado dizem que os indicadores de Anne Arundel estão melhorando após um ligeiro aumento, embora as pessoas sejam incentivadas a continuar seguindo as diretrizes de distância social e uso de máscaras.

Inspeção das máscaras

As máscaras doadas foram inspecionadas e confirmadas como de grau médico. Cerca de metade do fornecimento irá para funcionários de segurança pública, como policiais e bombeiros. Os outros 20 mil serão distribuídos de acordo com a necessidade. “É uma grande competição por recursos. Poderemos aliviar o fardo com essas máscaras”, ressaltou Simmons.

A doação foi facilitada por uma empresa de logística, a Global Logistics Connections, Inc., e chegou ao aeroporto JFK, em Nova York, em julho, passando pela alfândega antes de ser entregue em Annapolis. O envio de máscaras não estava sujeito a retenção alfandegária, conforme Alejandra Vado, especialista em importação da empresa de logística.

(Com informações e Capital Gazette)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes