O governador da Virginia, Ralph Northam, emitiu uma nova ordem executiva para ajudar a mitigar a disseminação de coronavírus nos hospitais psiquiátricos administrados pelo estado e garantir a segurança dos pacientes e funcionários durante a crise de saúde em curso. As principais mudanças referem-se à admissão de pacientes.

Antes da pandemia de Covid-19, o sistema estadual de hospitais psiquiátricos tinha em média 95% ou mais da capacidade total de leitos e muitos tiveram um aumento nas admissões, às vezes excedendo a capacidade operacional de leitos, durante o mês de julho.

A necessidade de isolar ou colocar em quarentena os pacientes com diagnósticos confirmados ou suspeitos de Covid-19 aumentou as demandas e reduziu ainda mais a capacidade de leitos.

A legislação da Virgínia exige que essas instalações admitam indivíduos sob custódia de emergência devido a uma crise de saúde mental que atendam aos critérios de detenção temporária, quando nenhum outro leito for identificado.

Sob a nova ordem, quando os hospitais estaduais estão operando com 100% de sua capacidade total de leitos, eles não servirão como centro de detenção temporária para indivíduos que não estejam sob custódia de emergência.

Publicidade

A ordem incentiva a aplicação da lei a garantir que um leito esteja disponível antes de uma nova admissão em um hospital estadual e exige uma triagem médica para Covid-19 e outras condições de saúde antes de transferir o paciente.

“A pandemia criou desafios significativos para os hospitais psiquiátricos da Virgínia e os indivíduos em crise que dependem de seus serviços. Esta ordem executiva ajudará a garantir que nossa comunidade possa continuar a fornecer cuidados e tratamento de saúde comportamental de alta qualidade, ao mesmo tempo protegendo a saúde e a segurança dos pacientes e funcionários e mitigando a disseminação do vírus nesses ambientes congregados”, avalia Northam.

Casos ativos

Os hospitais psiquiátricos estaduais da Virgínia são operados pelo Departamento de Saúde Comportamental e Serviços de Desenvolvimento (DBHDS). Em 17 de agosto, havia 79 casos positivos de coronavírus nessas instituições, sendo 50 pacientes e 29 funcionários. Há surtos em quatro dos 12 hospitais e centros estaduais, e três desses hospitais pararam temporariamente de receber novas internações com base nas recomendações do Departamento de Saúde da Virgínia.

Essas instalações incluem o Hospital Geriátrico Piedmont em Burkeville, onde as admissões estão suspensas desde 14 de julho; Southern Virginia Mental Health Institute em Danville, onde as admissões estão suspensas desde 28 de julho; e Northern Virginia Mental Health Institute em Fairfax, onde as admissões estão suspensas desde 13 de agosto. A quarta instalação é projetada para uso separado, que facilita a quarentena, portanto, o fechamento não é necessário.

Publicidade
CCA idiomas