O governador de Maryland, Larry Hogan, anunciou nessa terça-feira (23) que o governo do estado já distribuiu mais de 50 milhões de unidades de equipamentos de proteção individual (EPIs) a hospitais, agências estaduais, departamentos de saúde locais e trabalhadores da linha de frente. Aumentar o suprimento de EPIs é um dos principais critérios para a reabertura da economia no estado.

“Um dos maiores desafios que Maryland e nosso país enfrentaram na luta contra o coronavírus foi garantir que tenhamos um suprimento constante de EPIs para nossos profissionais de saúde, socorristas e funcionários essenciais. Nossa força-tarefa de várias agências continua a fazer um progresso incrível neste elemento essencial da recuperação. Eles estão trabalhando dia e noite para aumentar o suprimento de EPIs, com grandes entregas chegando regularmente aos armazéns do estado”, destaca Hogan.

Até agora, o estado distribuiu mais de 50,8 milhões de unidades de EPIs, incluindo 15 milhões de pares de luvas, 1,5 milhão de aventais, 19,4 milhões de máscaras cirúrgicas, 8,4 milhões de máscaras KN95, 5,7 milhões de máscaras N95 e 854.200 escudos faciais.

Publicidade
CCA idiomas

Além de atender às solicitações de EPIs feitas por meio da Agência de Gerenciamento de Emergências de Maryland (MEMA), o estado faz alocações regulares a agências estaduais, serviços médicos de emergência e departamentos de saúde locais, que servem como uma câmara de compensação para hospitais e instituições de assistência a longo prazo e prestadores de cuidados infantis.

O estado estabeleceu o Fundo de Manufatura de Emergência Covid-19 para incentivar as empresas de Maryland a fabricar EPIs e outros suprimentos para atender às necessidades atuais do setor de saúde. Até o momento, o Departamento de Comércio de Maryland concedeu US$ 3,2 milhões pela produção de EPIs às empresas que se inscreveram no fundo.

O estado também criou o Portal de Fornecedores da Rede de Manufatura de Maryland, uma plataforma on-line onde compradores, como sistemas de saúde, agências locais de gerenciamento de emergências e empresas essenciais, podem identificar fornecedores de EPIs, equipamentos de saúde e outros itens essenciais.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes