O governador Ralph Northam anunciou nessa quinta-feira (2) que a Virgínia recebeu uma Declaração de Desastre Maior para ajudar na resposta do estado ao novo coronavírus, ou Covid-19. A solicitação de assistência federal contra desastres havia sido feita na segunda-feira, 30 de março. Com a aprovação, o estado receberá recursos através da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA), a exemplo de DC e Maryland.

Uma designação de Declaração de Desastre Maior fornece assistência pública federal a todas as áreas afetadas pelo Covid-19, com uma parcela de custo federal de 75%. Isso permite que agências estaduais, governos locais e certas organizações sem fins lucrativos comprem suprimentos adicionais e recebam reembolsos pelos custos relacionados à pandemia no âmbito do seu programa de Assistência Pública.

Além disso, a declaração autoriza as agências federais a fornecer assistência de emergência direta à Virgínia. “Agradecemos ao governo federal por agir rapidamente para aprovar o pedido da Virgínia de uma Declaração de Desastres Principais”, disse o governador Northam. “Esse financiamento apoiará nossos esforços estaduais em todo o estado para combater esse vírus em nossa comunidade e manter os virginianos seguros”, completou.

Na sexta-feira, 27 de março, o estado recebeu autorização para o financiamento do Título 32, para apoiar a Guarda Nacional da Virgínia. O governador Northam tomou várias ações adicionais para proteger a saúde e a segurança dos cidadãos em meio à pandemia, incluindo a emissão de uma ordem estadual de estadia em casa, o fechamento de todas as escolas de ensino fundamental e médio na Virgínia até o final do ano letivo e o mandato de diretrizes estritas de distanciamento social.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Mortes

No estado, quase 17,6 mil pessoas já foram testadas para o vírus e 1.706 casos foram confirmados, segundo os últimos dados divulgados. Desse número, 246 pacientes precisaram ser hospitalizados e 41 morreram. Somente entre quarta e quinta-feira (2), o Departamento de Saúde confirmou o óbito em decorrência de Covid-19 de oito pessoas.

O Distrito de Saúde de Rappahannock Area anunciou sua primeira morte associada à doença, de um morador de 60 anos. O Departamento de Saúde de Norfolk também confirmou a primeira morte de um morador infectado pelo coronavírus, um homem de 80 anos. O Distrito de Saúde de Rappahannock-Rapidan igualmente relatando sua primeira morte de um paciente hospitalizado que já havia testado positivo para o vírus, uma mulher de 80 anos com doenças crônicas.

Já o Departamento de Saúde do Condado de Fairfax relatou mais três mortes devido a complicações do Covid-19, homens 60, 80 e 90 anos, todos hospitalizados. Ainda na quarta-feira, o Departamento de Saúde de Chesapeake relatou a primeira morte de um residente, um homem de 80 anos que apresentava condições subjacentes.

Nessa quinta-feira, o Departamento de Saúde de Portsmouth anunciou a primeira morte de um morador por coronavírus. A paciente era uma mulher de 60 anos com condições de saúde subjacentes.

Publicidade
CCA idiomas