É algo comum no centro de Bethesda e em outras cidades de Maryland: calçadas bloqueadas devido a grandes projetos de construção. Para pedestres e líderes comunitários, é mais do que um inconveniente. Muitos entendem que é perigoso para as pessoas que estão a pé.

A questão também chamou a atenção do delegado Marc Korman. Ele espera que o Projeto de Lei 194, também conhecido como “Lei de Acesso a Pedestres de 2020”, interrompa os frequentes fechamentos de calçadas no estado.

A proposta exigiria que a Administração Rodoviária Estadual estabelecesse regulamentos aos empreiteiros, no sentido de manter o acesso de pedestres pelas estradas estaduais em áreas orientadas para o trânsito. Especificamente, o projeto diz que essas novas regras se aplicariam a canteiros de obras localizados a menos de três quilômetros de uma estação de metrô ou de uma estação da Administração de Trânsito de Maryland.

“Estou otimista de que meus colegas reconheçam a importância de manter o acesso de pedestres sempre que possível e prático. Estou ansioso para trabalhar com o Comitê de Meio Ambiente e Transporte para tornar esse projeto uma realidade”, afirma Korman, que representa a área de Bethesda.

Publicidade

Lei semelhante

O membro do Conselho do Condado de Montgomery, Andrew Friedson, também expressou seu apoio à proposta. Em uma carta aos legisladores estaduais, ele escreveu que “a legislação abordaria a questão premente da Administração Rodoviária Estadual (SHA), permitindo que as calçadas adjacentes a projetos de construção em áreas de pedestres fiquem fechadas por meses e anos”.

Friedson propôs legislação semelhante no nível do condado. “A lei do condado é para estradas locais; a lei do estado é para estradas estaduais. Marc Korman no nível estadual, eu no município, trabalhamos juntos para garantir que o acesso de pedestres, principalmente através de canteiros de obras, seja a expectativa e não a exceção de nossas políticas públicas”, defende.

O Comitê de Meio Ambiente e Transporte da Câmara de Maryland realizou uma audiência sobre o projeto na semana passada. Representantes do setor imobiliário comercial do estado estavam entre os que falaram no encontro, dizendo que gostariam de ter a oportunidade de ver como outras jurisdições estão lidando com questões semelhantes.

(Com informações de WJLA)

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas