A prefeita de Washington, Muriel Bowser, emitiu uma ordem executiva sobre os requisitos para todos os residentes ou pessoas que retornam ou chegam a DC após viajarem de “áreas de alto risco” do coronavírus (Covid-19). Esses locais são aqueles onde a média móvel diária de novos casos seja de dez ou mais por 100 mil habitantes. As viagens de e para Maryland e Virgínia não estão incluídas.

Todos os residentes e pessoas que viajam para ou de “áreas de alto risco”, em viagens não essenciais, devem ficar em quarentena por 14 dias após seu retorno ou chegada ao Distrito.

Nesse período, elas devem permanecer em sua residência ou em um quarto de hotel, saindo apenas para consultas médicas ou tratamentos essenciais ou para obter alimentos e outros bens essenciais quando a entrega de alimentos ou outros bens essenciais à sua residência ou hotel não for viável.

Publicidade

Além disso, não podem convidar ou permitir que convidados, exceto cuidadores, entrem em sua residência em quarentena ou quarto de hotel, além de monitorar automaticamente os sintomas de Covid-19 e procurar aconselhamento ou teste médico apropriado se surgirem sintomas.

Já as pessoas que retornam ao Distrito após uma viagem essencial ou que chegam ao Distrito para viagens essenciais estão isentas da obrigatoriedade da quarentena, mas devem monitorar os sintomas e procurar atendimento se eles surgirem. Também devem; na medida do possível, limitar as atividades que envolvam contato com outras pessoas por 14 dias.

A ordem entrou em vigor nesta segunda-feira (27) e permanecerá vigente até 9 de outubro ou até o final do estado de emergência do Distrito.

Publicidade