O governador Larry Hogan escreveu ao presidente Donald Trump nessa terça-feira (21), para aceitar sua oferta de permitir ao estado de Maryland a utilização de laboratórios federais para testes de Covid-19 e solicitar orientações sobre como estabelecer essa parceria federal-estadual na luta contra o coronavírus.

“Maryland tem a sorte de ter uma infinidade de instalações federais com o potencial de desempenhar um papel fundamental no aumento de nossa capacidade de teste, incluindo o Centro de Provas de Aberdeen, Fort Detrick, Fort Meade, os Institutos Nacionais de Saúde e o Centro Médico Militar Nacional Walter Reed”, citou o governador Hogan. “Esses laboratórios federais podem ser a chave para a utilização dos 500 mil testes que adquirimos recentemente na Coreia do Sul e nosso plano abrangente de recuperação para que os cidadãos voltem ao trabalho da maneira mais segura e rápida possível”, continuou.

Na segunda-feira (20), após semanas de discussões diplomáticas e negociações de compras, o governador anunciou que Maryland adquiriu 500 mil testes de Covid-19 do laboratório sul-coreano LabGenomics.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

“Fiquei grato ao saber da sua oferta generosa de permitir que o estado de Maryland acesse esses laboratórios federais para nossos testes. Estou escrevendo para agradecer pessoalmente a você e ao vice-presidente e solicitar orientação sobre como podemos proceder imediatamente a essa importante colaboração entre o governo federal e o estado”, explicou Hogan na carta.

Ele também observou que, em 15 de março, os líderes de Maryland, Virgínia e Washington DC escreveram diretamente ao presidente para solicitar um local de testes apoiado pelo governo federal na região. Atualmente, Maryland tem 14.193 casos confirmados de Covid-19 e 584 mortes em decorrência da doença.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes