Os republicanos, na Câmara e no Senado, estão introduzindo uma legislação que bloquearia recursos federais para estados que permitem que imigrantes em situação ilegal nos Estados Unidos obtenham carteiras de motorista. A lei chamada “Stop Greenlighting Driver Licenses for Illegal Immigrants” tem como objetivo bloquear fundos do governo federal.

A proposta atingiria os estados-santuário – que limitam a cooperação da polícia local com as autoridades de imigração – e aqueles que concedem licenças a imigrantes indocumentados.

Especificamente, a lei interromperia as concessões do Departamento de Justiça (DOJ), em particular as concedidas sob o programa Edward Byrne Memorial Justice Assistance Grant, uma das principais fontes de financiamento da justiça criminal federal para os estados.

A legislação está sendo introduzida pela senadora Marsha Blackburn (Tennessee) e co-patrocinada pelos senadores Tom Cotton (Arkansas), Kevin Cramer (Dakota do Norte), Shelley Moore Capito (Virgínia Ocidental), Kelly Loeffler (Geórgia), Joni Ernst (Iowa) e Mike Rounds (Dakota do Sul).

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Enquanto isso, na Câmara, o deputado Ken Buck (Colorado) introduziu uma legislação complementar. Esse projeto é co-patrocinado por 21 outros legisladores. “Os cidadãos do Tennessee sabem muito bem o que pode acontecer quando imigrantes indocumentados recebem carteira de motorista”, disse Marsha Blackburn em comunicado.

“Enquanto Tennessee e muitos outros estados proíbem carteiras de motorista para imigrantes em situação irregular no país, um número crescente de estados se move na direção oposta, adotando políticas perigosas para a segurança pública. Os imigrantes devem seguir o processo federal adequado e obter cidadania ou status legal antes de obter uma carteira de motorista estadual”, continuou.

A proposta ocorre em meio a uma crescente luta contra a legislação de “cidade-santuário”. O governo Trump tenta destacar a atenção para os perigos da política e sempre cita casos em que imigrantes indocumentados mataram norte-americanos. “Os Estados Unidos devem ser um santuário para norte-americanos cumpridores da lei, não para imigrantes criminosos”, afirmou o presidente em seu discurso no Estado da União na semana passada.

(Com informações de Brazilian Times)

Publicidade
Curso de inglês