Mais um brasileiro procurado por crimes cometidos no Brasil é deportado. Vagner Geniu Abreu, de 39 anos, foi detido por oficiais da Imigração e Alfândega (ICE) em maio de 2018, perto de Braintree, Massachusetts, por ter entrado ilegalmente no país. Em setembro de 2018, as autoridades americanas foram notificadas de que ele era procurado por acusações pendentes de sequestro e roubo no Brasil. O Abreu foi deportado na última terça-feira, dia 4, por meio de voo comercial sem incidentes e transferido para autoridades brasileiras que perseguirão acusações criminais contra ele no Brasil.

Deportado em 2010

Vagner Geniu Abreu já havia sido deportado anteriormente em 24 de setembro de 2010, depois que um juiz federal de imigração emitiu uma ordem final de remoção. O ato de voltar a entrar ilegalmente nos Estados Unidos após ser legalmente removido é um crime punível com pena de prisão de até 20 anos. “A ERO continua fortemente comprometida com a remoção de criminosos que representam uma ameaça para nossas comunidades”, disse Todd M. Lyons, diretor interino do escritório de campo da ERO em Boston. “Não iremos ceder em nossos esforços para fazer cumprir as leis dos Estados Unidos. Remover estrangeiros criminosos como Geniu Abreu, que repetidamente violaram nossas leis de imigração, é uma parte crítica para manter nossas ruas e bairros mais seguros”, completou.

Publicidade
Curso de inglês

Segundo caso em menos de uma semana

Este é o segundo caso em menos de uma semana em que brasileiros fugitivos por crimes cometidos no Brasil são deportados. Oficiais das Operações de Imigração e Remoção (ERO) dos Estados Unidos (Imigração e Alfândega) deportaram na quarta-feira, dia 29 de janeiro, Simão Marcos De Oliveira Neto. Ele era procurado no Brasil por acusações de tentativa de assassinato e porte ilegal de arma de fogo, por isso, foi entregue a autoridades brasileiras. A Imigração tomou conhecimento em outubro de 2019 das acusações criminais no Brasil. Segundo o ICE, agentes o prenderam sem incidentes em uma residência em Plymouth, Massachusetts, em 2 de novembro de 2019. Esta foi a quinta deportação do brasileiro, que havia sido removido dos EUA em outras quatro ocasiões entre 2006 e 2016.

Publicidade