O governo da Virginia divulgou as orientações para a retomada de atividades presenciais em instituições de ensino superior públicas e privadas. As universidades e faculdades terão que desenvolver planos de reabertura de seus campi baseados nas medidas previstas pelo estado.

O documento de orientação foi desenvolvido pelo gabinete do secretário de Educação, pelo Conselho Estadual de Ensino Superior da Virgínia e pelo Departamento de Saúde da Virgínia, obedecendo as diretrizes dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

“A Virgínia possui um dos melhores e mais diversos sistemas de ensino superior do país e cada instituição aceitará esse desafio de uma maneira que atenda à sua missão, local, circunstâncias e órgãos estudantis únicos”, disse o governador Ralph Northam.

“Uma reabertura segura e responsável dos campi e faculdades da Virgínia é fundamental, especialmente para os estudantes que dependem das comunidades de nosso campus para fornecer recursos valiosos aos quais não têm acesso em casa”, acrescentou.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

“As instituições de ensino superior da Virgínia são motores de mobilidade econômica e social para os alunos e as comunidades em que estão inseridos. Criam espaço para o diálogo sobre questões difíceis e promovem novas ideias, que são fundamentais para levar o estado adiante. Para que tudo isso seja possível, estudantes, professores, funcionários e famílias precisam saber que nossas instituições estão priorizando a saúde e a segurança das comunidades do campus”, afirma o secretário de Educação, Atif Qarni.

A orientação de reabertura do ensino superior da Virgínia está entre as primeiras do país e é uma das mais abrangentes em critérios que devem ser considerados. O documento exige que as instituições atendam a certas condições de saúde pública para reabrir seus campi e desenvolvam planos para abordar questões como a ocupação do campus, monitoramento das condições de saúde para detectar infecção, contenção para evitar a propagação da doença quando detectada e considerações de fechamento, se necessárias, por condições severas e / ou orientações de saúde pública

As instituições devem enviar os planos abrangentes de reabertura ao estado, para a revisão quanto à conformidade com as diretrizes relevantes. Os planos podem precisar ser atualizados à medida que a orientação evolui, especialmente nas áreas de teste, rastreamento de contatos e rastreamento de sintomas. As instituições são incentivadas a publicar seus planos de reabertura.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes