Pelo menos algumas das rotas de ônibus que a Metro propôs cortar podem ser salvas depois que cerca de 200 pessoas compareceram às audiências orçamentárias e milhares de comentários foram enviados on-line, solicitando que planos sejam revistos. “Estamos ouvindo muitos bons comentários do público”, disse o presidente do conselho da Metro, Paul Smedberg, citando especificamente as preocupações significativas sobre cortes de ônibus.

Ele prometeu nessa quinta-feira (27) que a equipe da Metro e o conselho revisarão cuidadosamente os comentários públicos de três audiências no início desta semana e mais de 8,5 mil manifestações pela internet. A pesquisa on-line permanece aberta até as 17 horas de segunda-feira (2).

O orçamento propõe o corte ou a combinação de serviços em dezenas de rotas de ônibus em DC, Maryland e Virgínia que os funcionários da Metro consideram redundantes ou desnecessários.

“Eu tinha lágrimas nos olhos, quando ouvi as pessoas implorando para não cortar o ônibus”, contou Denise Rush ao Metro Board nessa quinta-feira. Ela é vice-presidente do Comitê Consultivo de Acessibilidade da Metro. “Você não deve cortar nenhum ônibus. Você precisa torná-los mais fortes”, completou. O comitê também solicitou alterações nas tarifas do MetroAccess Paratransit, que não estão incluídas na proposta de orçamento.

Publicidade
CCA idiomas

Mesmo que as principais rotas de ônibus sejam salvas pela votação final do conselho em abril – como parece provável para muitas das que mais reclamaram até o momento –, até as rotas mais populares em todo o sistema sofrerão grandes mudanças a partir do próximo dia ano, como parte do projeto regional de transformação de ônibus, que exige uma revisão total das rotas na região.

Os planos orçamentários da Metro que estão sendo considerados também aumentariam as tarifas ferroviárias na hora do rush, aumentariam as tarifas em ônibus, restaurariam algumas das horas de serviço ferroviário cortadas há alguns anos e poderiam adicionar taxas adicionais para as rotas Metrobus de parada limitada e para os passageiros do metrô.

(Com informações de WTop)

Publicidade
Curso de inglês