A extensão da Linha Prata para o Aeroporto Internacional de Dulles e o Condado de Loudoun provavelmente não estará pronta para os passageiros até a primavera ou o verão de 2021, informou nessa quarta-feira (19) o gerente geral da Metro, Paul Wiedefeld. Enquanto a Autoridade Metropolitana de Aeroportos de Washington é responsável pela construção da linha, as seis novas estações e 18 quilômetros da pista serão de propriedade e operadas pela Metro após a conclusão da construção.

Isso significa mais atrasos do que as estimativas mais recentes disponíveis dos empreiteiros da Autoridade de Aeroportos. A Metro reduziu os esforços de contratação de funcionários extras que serão necessários para operar a linha. Esperava-se que o processo aumentasse significativamente neste inverno.

O objetivo da Metro é programar o processo de contratação mais significativo para começar entre nove e 12 meses antes que os trens de Wiehle-Reston East para Ashburn comecem a transportar os passageiros.

“Como sempre dissemos, a WMATA definirá a data para iniciar o serviço de passageiros”, disse Marcia McAllister, porta-voz da Autoridade de Aeroporto. Estamos avançando e trabalhando com nossos contratados e com a WMATA para concluir este projeto”, assegurou.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

Atualmente, os envolvidos no projeto aguardam um relatório do Escritório do Inspetor-Geral da Metro sobre alguns dos problemas significativos com os painéis de estrutura de estações de concreto.

A Autoridade de Aeroportos acredita que os problemas foram resolvidos e os painéis, com selante de uma vez por década e outras promessas de testes, financiamento e garantia, atenderão a um requisito de vida útil de 100 anos. Se os painéis acabarem permanecendo no lugar, o maior problema de cronograma que causa meses de atraso parece ser a preocupação com a certificação automática de software de controle de trem.

(Com informações de WTop)

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas