Pela primeira vez, mais de 740 mil moradores da Virginia que receberem benefícios do Programa de Assistência Nutricional Suplementar (SNAP) poderão pagar suas compras on-line e recebê-las em casa, depois que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) confirmou a participação do estado em um projeto piloto. O programa será lançado nesta sexta-feira (29), com acesso às plataformas da Amazon e Walmart

O projeto foi desenvolvido a partir das dificuldades geradas pela pandemia de coronavírus. “Essa contínua emergência de saúde pública tornou desafiador o acesso a alimentos saudáveis ​​e acessíveis, principalmente para os virginianos que vivem longe das lojas, têm deficiências ou enfrentam barreiras de transporte”, afirma o governador Ralph Northam.

“Permitir que as famílias da Virgínia que recebem benefícios do SNAP comprem mantimentos on-line e os recebam com segurança em suas casas dará às populações vulneráveis ​​flexibilidade adicional para colocar comida na mesa sem correr riscos desnecessários”, acrescenta.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Os varejistas interessados ​​em participar do programa podem encontrar mais informações e se inscrever entrando em contato com o USDA. As transações ocorrerão usando os PINs (números de identificação pessoal) seguros dos clientes SNAP. Os benefícios do SNAP não podem ser usados ​​para pagar taxas de qualquer tipo, como taxas de entrega, serviço ou conveniência.

O piloto, formatado através da Farm Bill de 2014, foi projetado para testar a viabilidade de permitir que varejistas aprovados pelo USDA aceitem transações on-line. O Departamento de Serviços Sociais da Virgínia (VDSS) administra o SNAP no estado.

“Agências e líderes em todo o estado estão constantemente colaborando em maneiras inovadoras de atender às necessidades de indivíduos, famílias e comunidades durante esta pandemia”, declara o comissário da VDSS, Duke Storen. Mais informações sobre os benefícios do SNAP estão disponíveis aqui.

Publicidade