Uma aluna da segunda série do Condado de Charles, Maryland, preocupada com seus colegas de escola que não podem pagar o almoço escolar, começou a arrecadar dinheiro no Facebook para ajudá-los. A campanha começou na última quinta-feira (16) e já ultrapassou sua meta de US$ 800.

Quando EmauniJ Manley tinha cinco anos, ela escreveu um livro sobre ter uma autoimagem positiva, depois de um encontro com algumas crianças más. Agora, aos sete anos, ela tem uma nova missão que começou no refeitório da escola. “Vi algumas crianças comendo um sanduíche de queijo”, conta a garota.

“Eu expliquei a ela: você sabe, às vezes as crianças não podem pagar pelo almoço, portanto, precisam comer alimentos diferentes”, diz sua mãe, Rosalynd Manley. “Então eu pensei: preciso fazer uma angariação de fundos para conseguir mais dinheiro para as crianças”, completa EmauniJ.

Publicidade

Ela e a mãe, que também trabalha na escola, começaram a arrecadar doações no Facebook. “É muito legal ver um aluno de sete anos que está tomando a iniciativa de impactar outros alunos da escola”, comenta o diretor Ben Harrington.

Segundo ele, de 500 alunos, cerca de 100 recebem almoços alternativos, embora o sistema faça o possível para impedir que isso aconteça. “Os alunos do ensino fundamental têm um déficit de US$ 25. Eles podem pagar US$ 25 antes de receber a refeição alternativa, mas quando você entra nesse déficit, às vezes é difícil voltar”, reconhece Harrington.

(Com informações de NBC)

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas