O Metro sabia que seria difícil aplicar sua política de máscara obrigatória, que entrou em vigor na segunda-feira (18). Durante uma teleconferência com os trabalhadores da WMATA na semana passada, o gerente geral Paul Wiedefeld disse que a política de máscaras e a manutenção da distância social em ônibus e trens são “extremamente difíceis. As pessoas farão o que farão, mas precisamos convencê-las a fazer por conta própria”.

“Penso que no geral, você começará a ver as pessoas, do ponto de vista social, pressionando-se mutuamente a usar uma máscara”, afirmou Joe Leader, COO da Metro, durante a mesma teleconferência. A polícia do metrô não multará as pessoas que não estão usando máscaras.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) recomenda o uso de coberturas faciais para impedir a propagação de gotículas que possam conter o coronavírus. Alguns com a doença permanecem assintomáticos por semanas, então usar uma máscara é uma medida preventiva de espalhá-la acidentalmente para outras pessoas. A ideia é que, se todo mundo usa uma máscara, isso pode reduzir drasticamente a transmissão.

Amira Roess, professora de saúde e epidemiologia global na Universidade George Mason, diz que é muito cedo para saber como a estratégia está funcionando, mas ela recomenda usar todas as ferramentas à disposição. “Usar uma máscara é novo no nosso país, não é uma norma cultural. Uma coisa que sabemos do trabalho da ciência comportamental é que temos a capacidade de mudar, e nosso comportamento pode mudar com as pressões certas”, explica.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Se as pessoas do seu círculo social procuram usar máscaras, você também está mais inclinado a usar uma, afirma. “Ou talvez você tenha conhecido alguém que estava infectado e apresentava sintomas graves e, portanto, o coronavírus chega mais perto de casa e é mais provável que leve a sério. Ou talvez você tenha condições subjacentes e fatores de risco mais altos ou viva com alguém vulnerável”, aponta.

De qualquer forma, a maioria dos passageiros já está usando máscaras no Metro, segundo as autoridades. Algumas localidades, como Maryland e DC, exigem o uso de máscaras em certos locais há meses. Mas há pessoas que ainda relutam, seja por razões médicas ou porque dizem que isso infringe sua liberdade – ou simplesmente não querem.

(Com informações de WAMU)

Publicidade