A Metro adicionou 136 viagens de ônibus diárias, espalhadas por uma dúzia de rotas muito percorridas, para ajudar a acompanhar a demanda de passageiros. Conforme as autoridades, a ampliação da oferta ocorreu apenas nesta semana porque não havia operadores suficientes até recentemente.

A agência de transporte público implementou um processo obrigatório de “escolha”, o qual permite que os operadores mais antigos decidam as tarefas de trabalho antes dos outros. Pode levar meses para elaborar novos agendamentos, o que contribuiu para o atraso.

A WMATA também reabriu o primeiro e o último vagão de trem para passageiros, que foram fechados para proteger os operadores que precisam passar por esses vagões no final das rotas.

A agência de transporte público reduziu drasticamente o serviço quando ocorreu a pandemia de coronavírus, mas o número total de passageiros está constantemente acima do nível de serviço recomendado para um distanciamento social seguro, de acordo com números fornecidos pela WMATA e confirmados pelo criador do aplicativo MetroHero, James Pizzurro.

Não está claro com que frequência a lotação acontece, mas foi observado ao longo do dia em rotas populares como as 70 e 92. Os motoristas de ônibus são orientados a ignorar as paradas quando os veículos estiverem muito cheios, mas isso pode deixar os passageiros esperando – às vezes de meia-hora a uma hora.

Demanda

Com a Virgínia, Maryland e DC entrando em novas fases de reabertura, é provável que os números aumentem. A Metro viu um aumento no número de passageiros do Metrorail no último sábado (6), durante os comícios e protestos contra a brutalidade policial, em comparação aos fins de semana anteriores.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Pesquisas da agência mostram que o número de pessoas que visitam amigos e familiares via transporte público dobrou de abril a maio. O aumento de passageiros também está correlacionado com o clima agradável.

Mas muitos ainda estão fazendo apenas atividades essenciais. Uma pesquisa com clientes da Metrobus revelou que os passageiros usavam o ônibus para ir a lojas de alimentos (89%), farmácias (56%), trabalho (54%) e consultas médicas (49%).

Mais serviços

A Metro planeja adicionar mais serviços por volta de agosto, quando as aulas presenciais forem retomadas. Essa ampliação levaria os níveis de serviço a cerca de 70 a 85% de onde estavam antes da pandemia. O serviço completo está programado para retornar na primavera de 2021.

As autoridades dizem que continuarão a exigir máscaras, mas não isolarão os assentos, nem marcarão lugares para manter a distância mínima entre os passageiros.

(Com informações de WAMU)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes