O horário de verão começa na madrugada deste domingo (8) nos Estados Unidos. Isso significa que os relógios pularão das 2 para as 3 horas, então, a orientação é adiantá-los antes de dormir no sábado. O horário diferenciado é adotado em 49 estados (parcialmente no Arizona) e no Distrito de Columbia, mas não é observado no Havaí.

Embora ocorra no fim de semana, a mudança pode ter reflexos negativos na manhã de segunda-feira (9). “Uma das mensagens mais importantes é nunca dirigir carente de sono. E quando trocamos os relógios ou viajamos através dos fusos horários, sempre existe o risco de estarmos dirigindo a uma hora do dia em que não estamos funcionando da melhor forma possível ou diminuímos o sono, o que pode também corroer nossa atenção”, explica Daniel Lewin, diretor associado de medicina do sono e professor associado de pediatria e psiquiatria do Children’s National Medical Center, em DC.

Para que o corpo se adapte melhor à troca de horário, a recomendação é acordar alguns minutos mais cedo do que o habitual nos dias que antecedem a mudança. “De dez a 15 minutos por dia é tipicamente a abordagem incremental mais tolerável pela maioria dos seres humanos”, afirma o especialista.

Segundo Lewin, é mais fácil para as pessoas mudarem seus hábitos de dormir mudando quando acordam, em vez de tentar ir para a cama mais cedo. Se você começar a acordar mais cedo, isso aumentará o “apetite para dormir”, o que tornaria mais fácil adormecer um pouco mais cedo à noite.

Publicidade
CCA idiomas

Além de acordar gradualmente cedo, considere guardar bem o celular antes de dormir. “Quando somos expostos à luz, principalmente à noite, isso atrasa nosso tempo de início do sono ou atrapalha nosso desejo de dormir mais cedo. Costumava ser apenas o sol que realmente causava maior impacto, mas agora nós carregamos nossos pequenos dispositivos de emissão de luz praticamente para onde quer que vamos ou nos encontramos a maior parte do tempo. Eles podem realmente mudar nossa programação, o que pode ter algum impacto na duração do sono”, comenta o médico.

Outras medidas ajudam a melhorar a qualidade do sono, como praticar atividades físicas, limitar a ingestão de café e evitar bebidas alcoólicas. Os adultos geralmente precisam de 6h30min a 8 horas de sono por noite.

O horário de verão termina em 1º de novembro, quando os relógios terão que ser atrasados em uma hora.

(Com informações de WTop)

Publicidade