O Conselho de Educação do Condado de Baltimore votou na noite de terça-feira (11) a aceitação de US$ 14,2 milhões em financiamento estatal para a instalação de unidades de ar condicionado e aquecimento temporárias em sete escolas públicas. No verão passado, por diversas vezes os alunos foram dispensados antes do horário, devido às altas temperaturas nas salas de aula.

Mas ainda não se sabe se os sistemas estarão em funcionamento antes que as temperaturas voltem a subir novamente. “Vamos tentar instalar os sistemas até o verão, mas há tantas incógnitas neste momento que seria errado eu dar uma data exata”, explica Pete Dixit, diretor executivo de instalações escolares.

O dinheiro, desembolsado para o sistema escolar pelo Fundo de Facilidade Escolar Saudável da Comissão Interagencial de Construção de Escolas de Maryland, é acompanhado por US$ 16 milhões em fundos do condado, anunciados em outubro para cobrir o custo total dos sistemas.

Os equipamentos serão instalados em Dulaney, nas escolas secundárias Eastern e Lansdowne, na Western School of Technology, na Bedford Elementary School, no Catonsville Center for Alternative Studies e no Campfield Early Learning Center. Originalmente, Campfield não havia sido incluído no plano de financiamento de US$ 13,4 milhões, aprovado pelo painel da IAC em setembro.

Publicidade
Curso de inglês

Também parte do plano, duas caldeiras a vapor serão substituídas na Hampton Elementary School. “Estou absolutamente feliz em ver o financiamento disponível para as escolas restantes em nosso município que não têm soluções de ar condicionado”, disse Lily Rowe, membro do conselho escolar, eleita em 2018 para representar o sexto distrito escolar do condado depois de advogar como mãe para melhorar as instalações da escola.

O condado de Baltimore tomou medidas para melhorar as escolas que operam com aquecimento e ar condicionado inadequados desde 2016. Os edifícios escolares que ainda carecem de unidades de refrigeração foram fechados pelo sistema escolar durante condições de clima excessivamente quente. “Tem sido um longo caminho para muitos membros da comunidade”, afirmou Kathleen Causey, presidente do Conselho de Educação. “É desesperadamente necessário para a equidade para nossos alunos”, defendeu.

(Com informações de Baltimore Sun)

Publicidade
CCA idiomas