Quando a panda gigante Mei Xiang deixou a toca para comer bambu no domingo (13), a equipe do o Smithsonian’s National Zoo, em DC, conseguiu resgatar seu filhote de três semanas para o primeiro exame neonatal. Durante a verificação rápida, os tratadores pesaram o recém-nascido ativo e responsivo. Ele pesa 634,8 gramas e parece ser “saudável e vibrante”, segundo o zoológico.

De acordo com os técnicos, à primeira vista, o pelo fino do filhote está crescendo bem. Sua pele brilhante e rosada ainda mostra manchas no focinho, no topo da cabeça, na parte superior das costas e na cauda. Em algumas semanas, seus olhos e canais auditivos começarão a se abrir.

Desta vez, Mei Xiang saiu da toca por apenas alguns momentos, e a equipe não queria incomodá-la por lidar com o filhote por mais tempo do que o necessário. Quando a mãe sair por um período maior, será possível realizar exames de saúde mais completos. Durante um exame típico em recém-nascidos, a equipe mapeia o crescimento do filhote, obtendo seu peso e medidas. Em um futuro próximo, os veterinários do zoológico se juntarão aos tratadores para realizar um exame mais abrangente.

Publicidade
Curso de inglês

De acordo com o zoológico, a intenção é fazer um swab de bochecha em breve, o que permitirá aos cientistas do Center for Conservation Genomics confirmar o sexo do filhote por meio de análise de DNA. Externamente, os filhotes parecem semelhantes ao nascimento, então esta é a maneira mais precisa de determinar se é macho ou fêmea.

Mãe e filhote podem ser acompanhados pela Panda Cam, nas redes sociais do zoológico e no boletim eletrônico que é enviado por e-mail aos interessados. O Smithsonian’s National Zoo tem outro panda, Tian Tian, que também pode ser observado pela câmera.

Publicidade