A superintendente estadual Karen Salmon anunciou que, após extensas discussões com o Departamento de Educação de Maryland (MSDE), o Conselho Estadual de Educação, o Departamento de Saúde (MDH) e especialistas em saúde pública que aconselham o governador, as escolas permanecerão fechadas pelo restante do ano letivo de 2019-2020 no estado.

As aulas presenciais estão suspensas desde março, com os alunos estudando a distância e on-line. Maryland está prestes a iniciar seu plano de reabertura, mas nesse ponto, o MSDE não prevê que a volta das escolas seja incluída na primeira fase. Diferentes métodos de retorno às atividades podem ser incluídos nos estágios dois e três.

Em relação aos cuidados infantis, o Departamento de Educação distribuiu US$ 34 milhões em pagamentos a mais de 3,7 mil prestadores de serviço, atendendo a crianças do pessoal essencial, e todos os pagamentos estão agora atualizados.

Publicidade
Curso de inglês

Desde o início do fechamento das escolas em março, o MSDE serviu quase 8 milhões de refeições em 715 locais, para crianças em idade escolar em Maryland, com o apoio dos diretores locais de alimentos e da Guarda Nacional.

As decisões relativas à graduação caberão a cada superintendente local do sistema escolar. O MSDE está colaborando com a comunidade local para garantir que o reconhecimento esteja avançando e que os estudantes tenham a oportunidade de serem reconhecidos por suas realizações excepcionais.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes