A iniciativa Internet for All, lançada pelo governo de DC nesta semana, prevê um investimento de US$ 3,3 milhões para fornecer acesso gratuito à rede para até 25 mil alunos de baixa renda das Escolas Públicas do Distrito (DCPS) e escolas públicas licenciadas. O recurso, alocado pela Superintendência Estadual de Educação (OSSE), irá beneficiar as famílias elegíveis do SNAP e TANF para o ano letivo 2020-2021.

“Durante este período escolar virtual, sabemos o quão importante é para todos os nossos alunos ter acesso à internet, para aprender com sucesso em casa e ficar conectado com seus professores fora da sala de aula”, justifica a prefeita Muriel Bowser.

“Esse investimento dá continuidade ao nosso compromisso não apenas em apoiar as famílias durante o período escolar virtual, mas também em construir um DC com maior inclusão digital a longo prazo”, acrescenta.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

O Escritório do Diretor de Tecnologia (OCTO), em parceria com a OSSE, coordenará a Internet for All e levará a banda larga – que é mais confiável e poderosa do que outros tipos de conexão – diretamente para as residências, por meio dos programas Comcast’s Internet Essentials e RCN’s Internet First.

“A pandemia Covid-19 ampliou a necessidade de reduzir a exclusão digital em Washington, DC. À medida que as escolas começam as aulas on-line, os alunos sem acesso regular à internet ficam em grande desvantagem. A administração Bowser está comprometida em trabalhar com nossos parceiros e nossa comunidade para quebrar este ciclo e criar uma chance justa para todos”, afirma a diretora de Tecnologia, Lindsey Parker.

A OCTO está entrando em contato com famílias qualificadas por e-mail, telefone e mensagem de texto, para conectar diretamente os alunos matriculados no DCPS e em escolas públicas autônomas aos provedores de internet. Mais informações sobre o programa estão disponíveis neste endereço. Os pais e responsáveis ​​com perguntas devem entrar em contato diretamente com a escola de seus filhos.

Publicidade
CCA idiomas