A Metro anunciou que “intensificou ainda mais” sua resposta à pandemia de coronavírus, reduzindo o serviço a partir desta segunda-feira (16) na área de DMV. De acordo com a Autoridade de Trânsito da Região Metropolitana de Washington (WMATA), os trens operam a cada 12 minutos em cada linha ao longo do dia, de segunda a sexta-feira, no horário padrão das 5 horas às 23h30.

Aos sábados, os trens operam a cada 12 minutos, com serviço das 7 à 1 hora, e aos domingos, os trens operam a cada 15 minutos, das 8 às 23 horas.

Os sistemas Metrobus operam no horário de sábado, durante os dias da semana, e os horários dos ônibus nos finais de semana permanecem inalterados. Segundo as autoridades da Metro, a falta de funcionários em razão da pandemia pode provocar uma mudança no serviço, mas a médica chefe da Metro, Amy Espy-Smith, destacou que as ausências dos funcionários permanecem normais.

A WMATA também recomendou que, se o usuário não estiver se sentindo bem, não deve utilizar o transporte público. O porta-voz da Metro, Dan Stessel, explicou que a agência de trânsito não pode proteger perfeitamente todos os passageiros da propagação de doenças. Eles pedem que os clientes continuem a tomar as precauções necessárias para se proteger enquanto trabalham para manter os veículos e as superfícies do metrô normalmente limpas.

Publicidade
CCA idiomas

Segundo Stessel, a Metro sofreu uma queda no número de passageiros e poderia perder 40% do número de usuários diários se uma ordem de teletrabalho fosse entregue a funcionários do governo federal.

A agência de transporte público informou que continua fornecendo mais desinfetante para as mãos dos funcionários da linha de frente, como operadores de ônibus que podem não ter acesso regular aos banheiros enquanto estão no trabalho.

(Com informações de WUSA)

Publicidade
CCA idiomas