Chadwick Boseman, estrela de “Pantera Negra”, cuja morte por câncer de cólon chocou os fãs, foi homenageado no MTV Video Music Awards como um herói na vida real, não apenas do cinema. A apresentadora Keke Palmer disse que a premiação da noite desse domingo (30) foi dedicada ao ator, falecido na última na sexta-feira (28), aos 43 anos.

O artista já havia sido homenageado pelo MTV Movie & TV Awards em 2018 por seu papel como o super-herói da Marvel Comics. “Boseman foi um verdadeiro herói, não apenas na tela, mas em tudo o que fez”, afirmou Keke. Na tela, o ator interpretou ícones negros como Jackie Robinson, James Brown e o juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos Thurgood Marshall. “Seu impacto viverá para sempre”, observou a apresentadora.

Essa foi uma das tantas homenagens in memoriam recebidas pelo artista. Mais tarde, Boseman foi incluído durante um segmento ao lado de outros artistas falecidos, como Juice WRLD e Little Richard, que morreram no ano passado. E depois que o Black Eyed Peas encerrou o show com sua performance de “I Gotta Feeling”, o cantor Will.I.Am gritou “Wakanda Forever”, uma referência ao reino fictício que o Pantera Negra domina no cinema e nos quadrinhos.

Foi o segundo canal a reconhecer o impacto do ator naquela noite. A ABC exibiu o filme sem comerciais no domingo como um tributo do horário nobre ao artista, seguido por um especial da ABC News, “Chadwick Boseman: A Tribute for a King”.

A Marvel também lançou um vídeo tributo em homenagem a Chadwick Boseman, mostrando o falecido ator nos bastidores como Pantera Negra. O especial de quatro minutos ouve Kevin Feige, o diretor Ryan Coogler e seus colegas do elenco, Michael B. Jordan, Lupita Nyong’o , Angela Bassett, Letitia Wright, Chris Evans, Scarlett Johansson e Robert Downey Jr., que falam sobre o efeito do ator como Rei T’Challa no universo Marvel e na vida real.

Publicidade
CCA idiomas

Termina com um pequeno clipe de Boseman falando sobre a importância do Pantera Negra: “Acho que quando bem feito, dá esperança às pessoas. Descobri que isso significa muito”. E uma mensagem comovente que diz: “Você sempre será nosso Rei”.

Diagnóstico em 2016

Quando Boseman se vestiu como Pantera Negra, ele trouxe uma seriedade intelectual descolada ao super-herói da Marvel cuja saudação “Wakanda para sempre!” reverberou em todo o mundo.

Enquanto sua carreira em Hollywood prosperava, no entanto, ele passava por inúmeras cirurgias e quimioterapia para combater o câncer de intestino, conforme sua família em um comunicado anunciando sua morte. Ele foi diagnosticado no estágio 3 em 2016, mas nunca falou publicamente sobre isso.

Nascido e criado na Carolina do Sul, onde jogou beisebol da liga infantil e basquete AAU, Boseman se formou na Howard University em Washington, DC. Ele escreveu peças, atuou e dirigiu no teatro e teve pequenos papéis na televisão antes de se consagrar no cinema.

(Com informações da Associated Press)

Publicidade