A Autoridade de Transporte de Maryland anunciou nessa segunda-feira (6) que em tempo integral haverá cobrança de pedágio sem dinheiro na Bay Bridge no momento em que o tráfego da praia aumentar no próximo verão.

As equipes de construção começarão a demolir algumas das cabines existentes no domingo (12) para ampliar as faixas de tráfego perto da praça de pedágio da ponte, de acordo com um comunicado divulgado pelo órgão estadual.

O anúncio ocorre meses depois que as autoridades de transporte lançaram um projeto de revitalização de US$ 27 milhões na ponte. As melhorias eram uma necessidade antiga, pois as equipes de construção não poderiam mais continuar consertando as estradas em deterioração.

Mas a construção causou grandes atrasos no tráfego no último outono e gerou críticas generalizadas aos preparativos do Estado. Em resposta, o governador Larry Hogan ordenou às autoridades de transporte que acelerassem o projeto, expandindo o pedágio sem dinheiro para a Bay Bridge mais cedo do que o planejado.

No lado leste, entre a ponte e a Rota 8, o MdTA erigirá “pórticos de pedágio” – estruturas que ficam sobre a rodovia e leem o E-ZPass de um motorista ou tiram uma foto de sua placa. Terminadas, as operações de pedágio cessarão no lado oeste da ponte. Espera-se que a cobrança eletrônica reduza os atrasos no tráfego na Bay Bridge.

Assim que a praça de pedágio de Annapolis for demolida, os motoristas passarão nas velocidades das rodovias e continuarão nesse ritmo pelos pórticos de pedágio na Ilha Kent, em vez de parar para entregar dinheiro a um operador de pedágio ou diminuir a velocidade para garantir que seu E-ZPass seja registrado. As portagens são cobradas apenas do tráfego para o leste.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

Cerca de 74% dos motoristas que passam na Bay Bridge já possuem um E-ZPass, de acordo com a autoridade de transporte. Mas as mudanças também serão visíveis para eles, pois serão capazes de manter velocidades mais rápidas.

Lado oeste

E enquanto o pedágio eletrônico deve estar em funcionamento no verão, a praça de pedágio no lado oeste da ponte não será totalmente removida até 2022, segundo as autoridades de transporte. A essa altura, a demolição e a construção de estradas estarão concluídas.

Para se preparar para a demolição, a autoridade fechará as faixas de pedágio 3, 4 e 5 permanentemente na noite de domingo, mas as autoridades de transporte disseram esperar que o impacto no tráfego seja mínimo.

Até o verão, as praças serão consideradas zonas de trabalho ativas e as autoridades de transporte exigirão limites de velocidade e sinais de trânsito para a segurança das equipes de construção.

A autoridade também pede aos frequentadores da ponte que se inscrevam no E-ZPass o mais rápido possível. Aqueles com os transponders pagam US$ 2,50 por veículo com dois eixos; aqueles que não têm pagam pelo menos U $ 6 por veículo. Os motoristas podem adquirir os passes nos centros de atendimento ao cliente das instalações de pedágio ou nos locais da Administração de Veículos Motorizados em todo o estado.

(Com informações de Baltimore Sun)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes