Assim como em Maryland, os trabalhadores da Virginia terão um adicional de US$ 300 semanais de seguro-desemprego, caso tenham perdido o trabalho em decorrência da pandemia de coronavírus. A Comissão de Emprego do estado disse nessa quinta-feira (3) que espera começar a pagar o valor extra do benefício em “cerca de duas semanas e meia”, o que aconteceria na semana de 20 de setembro.

Joyce Fogg, porta-voz da comissão, disse em um e-mail que as mensagens de texto serão enviadas aos destinatários qualificados na próxima semana.

A Federal Emergency Management Agency (FEMA) aprovou a inscrição da Virgínia para participar do programa de ajuda humanitária no final do mês passado. O presidente Donald Trump anunciou a ajuda depois que o Congresso não conseguiu chegar a um acordo para estender os benefícios de emergência de US$ 600 por semana que expiraram em julho.

Ainda não está claro por quanto tempo os benefícios durarão, mas as autoridades disseram que eles serão pagos retroativamente a 1º de agosto. Isso significa que os beneficiários devem receber pelo menos três semanas dos benefícios quando o dinheiro começar a fluir, mas os próximos podem ser atrasados porque a FEMA está limitando as concessões iniciais em três semanas de benefícios e exigindo que os estados solicitem o pagamento a cada semana subsequente.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

Trump limitou os gastos com o programa em US$ 44 bilhões, o que seria suficiente para cobrir entre cinco e seis semanas de benefícios, dependendo de quantos estados se inscreverem.

Nem todos os desempregados da Virgínia que receberam o suplemento de US$ 600 se qualificarão para o novo programa. O presidente limitou o pagamento aos desempregados que recebem pelo menos US$ 100 por semana em benefícios tradicionais, calculados com base nos salários anteriores. Isso significa que os trabalhadores mais mal pagos do estado não se qualificarão. Autoridades estaduais estimam que a regra exclua cerca de 30 mil das 260 mil pessoas que atualmente recebem benefícios na Virginia.

(Com informações de Virginia Mercury)

Publicidade