Nina Turnbaugh costumava trabalhar com finanças, mas percebeu em 2014 que não aguentava mais ficar escondida em um cubículo. Então, a mãe solteira deixou o emprego e conseguiu um trabalho de paisagismo, transportando carrinhos de mão de coberturas e instalando plantas, enquanto refletia sobre o que queria fazer a seguir.

Seis anos depois, com a graduação no American Landscape Institute da Community College do Condado de Baltimore, Maryland, a mulher de 34 anos ainda está plantando árvores e flores, mas agora ajuda a projetar para onde vão – e deve fazer milhares dólares do que em seu trabalho no cubículo enquanto se formava, sem dívidas de empréstimos para estudantes.

Ela se beneficiou de um programa exclusivo projetado para preencher a escassez de trabalhadores qualificados na indústria hortícola, fazendo com que as empresas da área de Baltimore subsidiassem a educação dos alunos e mostrasse que o paisagismo é muito mais do que apenas cortar a grama.

“Eles estão nos ensinando mais do que apenas como criar um quintal bonito”, explica. “É tudo sobre sustentabilidade, reduzindo nosso impacto na Terra e criando um grande futuro para o meu filho”, descreve.

Os líderes do programa dizem que ele é um dos primeiros do gênero no país. Embora sua pegada ainda seja pequena – cerca de 25 estudantes foram trazidos para a indústria nos últimos quatro anos – os organizadores estão otimistas de que o instituto pode crescer e ter sucesso.

Os estudantes que se inscrevem e são aceitos no American Landscape Institute entram em um programa de dois anos de “ganhar e aprender” na CCBC, obtendo 39 créditos na faculdade e recebendo um salário de empresas hortícolas locais, informa Martha Pindale, secretária executiva do instituto.

Publicidade
Curso de inglês

As empresas pagam cerca de US$ 6,75 mil, cobrindo 80% das mensalidades e os custos administrativos do programa. Isso não inclui o dinheiro que os alunos ganham por trabalhar durante as aulas. Doze empresas estão atualmente apoiando estudantes.

Quando as aulas são concluídas, os graduados recebem um certificado e um cheque do American Landscape Institute de cerca de US $ 1,3 mil, reembolsando-os pelos 20% restantes do custo da aula.

Empregabilidade

A indústria hortícola é responsável por mais de 2 milhões de empregos em todo o país, quase 51 mil em Maryland, segundo dados da AmericanHort. O campo inclui trabalhos como arquiteto paisagista, cultivador de plantas e especialista em instalação.

Mas o setor luta para recrutar e combater o estigma de que oferece apenas empregos comerciais. Apenas 61% dos empregos disponíveis nos EUA são preenchidos, segundo Susan Yoder, diretora executiva do Seed Your Future, um grupo que visa promover a horticultura. “Existe uma necessidade nas indústrias hortícolas de funcionários qualificados”, aponta.

Nos últimos anos, segundo ela, houve um esforço para fazer com que a indústria oferecesse mais oportunidades educacionais e programas do tipo aprendizado para preencher a lacuna. Susan diz que programas como o American Landscape Institute são raros, mas começam a crescer em todo o país.

(Com informações de Baltimore Sun)

Publicidade
CCA idiomas