O governador Larry Hogan anunciou nessa terça-feira (28) que 223 empresas foram aprovadas para participar de um novo programa do Departamento de Trabalho de Maryland. Como os moradores do estado continuam a enfrentar os desafios relacionados à Covid-19, a iniciativa do governo estadual visa preservar os empregos, oferecendo aos empregadores uma alternativa flexível às demissões: os funcionários poderão ter a jornada reduzida, com os trabalhadores recebendo a diferença salarial em forma de seguro-desemprego.

“Maryland recuperou mais de 97 mil empregos desde que começamos a reabertura segura, gradual e eficaz de nossa economia, e continuamos fazendo progressos incríveis no caminho da recuperação econômica. Mas esse programa é realmente um divisor de águas para as empresas que estão começando a reabrir suas portas, e continuamos a incentivar os empregadores a aproveitar essa oportunidade única”, declarou Hogan.

Os empregadores que participam do programa podem reter funcionários, reduzindo temporária e igualmente as horas de trabalho de 20% a 50%, para todo o negócio ou para unidades selecionadas.

Publicidade

Ao manter uma equipe experiente, eles podem retomar as operações comerciais com segurança e eficácia, sem o desafio de recrutar, contratar e treinar funcionários. Já os trabalhadores são beneficiados mantendo seu emprego atual e, muitas vezes, seus benefícios de saúde e aposentadoria, enquanto recebem o seguro-desemprego parcial. As empresas interessadas podem se inscrever neste endereço.

“Enquanto os empregadores de todo o estado tomam medidas para reabrir e se recuperar do impacto econômico dessa emergência de saúde pública, estamos incentivando fortemente os empregadores de todas as indústrias a usar o programa para evitar demissões, preservar empregos e fazer a transição gradual de sua força de trabalho qualificada de volta, para trabalhar em período integral de maneira segura”, disse a secretária do Trabalho, Tiffany P. Robinson.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes