A prefeita da capital, Muriel Bowser, anunciou nessa segunda-feira o congelamento de contratações, aumentos salariais e viagens para agências do governo de Washington. As exceções serão limitadas aos esforços de resposta ao coronavírus, segurança pública e funcionários do sistema escolar.

De acordo com ela, o impacto econômico da emergência de saúde levaria o Distrito a cortar mais de US$ 600 milhões do orçamento do próximo ano fiscal – sobre a quantidade de dinheiro gasto no Corpo de Bombeiros.

Enquanto isso, o presidente do Conselho de DC, Phil Mendelson, disse que um projeto de lei a ser votado pelo conselho nesta terça-feira (7) terá várias novas disposições de emergência, incluindo um congelamento de aluguel e uma provisão que as empresas com entre 50 e 500 trabalhadores devem fornecer tempo pago por doença.

A prefeita também explicou que foi necessário fechar o mercado de frutos do mar do Wharf, no sudoeste de DC, no fim de semana, “porque os requisitos de distanciamento social não estavam sendo atendidos”. Ela afirmou que as autoridades do distrito estão trabalhando com fornecedores e o gerente do Mercado dos Pescadores “para ver se podemos chegar a algum tipo de acordo”.

Publicidade

Muriel Bowser orientou sua equipe de política alimentar a fiscalizar todos os mercados de alimentos da cidade “para garantir que entendamos seus planos de focar na entrega de alimentos essenciais, não em outros itens, e para garantir que as pessoas possam entrar e sair do mercado” em segurança.

A prefeita acrescentou que sua “grande esperança” é que as aulas sejam retomadas antes do final do ano letivo. “Mas não estamos perto de fazer isso”, declarou.

(Com informações de WTop)

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas