O procurador-geral da Virgínia, Mark Herring, acusa uma empresa de reboque de práticas predatórias e ilegais contra consumidores. Em um processo judicial, Herring alega que a Advanced Towing Company, LLC, com sede em Arlington, violou as disposições da legislação estadual e local, resultando em conduta “frequentemente predatória, agressiva, ultrapassada e ilegal”.

“Os consumidores da Virgínia não devem se preocupar com as empresas que agem ilegalmente ou empregam práticas comerciais predatórias e inseguras. Minha equipe e eu continuaremos responsabilizando empresas de reboque e maus prestadores de serviços quando violarem a lei e tirarem vantagem dos consumidores”, afirmou o procurador em um comunicado à imprensa.

A ação ocorre após anos de reclamações de moradores que relataram danos em seus carros rebocados e danificados por motoristas da Advanced Towing, que usaram “linguagem ameaçadora, rude, inadequada e agressiva”.

O processo aponta que a Advanced Towing usaria “observadores”, que às vezes são crianças ou adolescentes, para patrulhar estacionamentos à procura de veículos a serem rebocados.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

A empresa é acusada ainda de contratar motoristas de caminhão de reboque que não estão devidamente registrados na Virgínia, rebocar veículos sem segurança, sem a devida autoridade legal, transportar ilegalmente veículos da polícia e veículos comerciais, como vans de entrega da Amazon, além de não manter a manutenção adequada de contratos com proprietários que autorizam o reboque.

Em um caso, em fevereiro, a Advanced Towing rebocou um carro do Departamento de Polícia do Condado de Arlington no Pentagon City Mall, embora o shopping não tenha solicitado o serviço.

Herring está buscando restituição em nome de consumidores, multas civis, honorários advocatícios e solicitando ao tribunal que proíba a Advanced Towing de violar ainda mais as disposições da legislação.

(Com informações de WTop)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes