Segundo dados divulgados pelo Bureau of Labor Statistics do Departamento de Trabalho dos EUA, Maryland criou 68,3 mil empregos em junho, levando a taxa de desemprego a 8%, quase 28% menor que o índice nacional e melhor que outros 32 estados da nação. Na Virgínia, a taxa de desemprego é de 8,4% e, no Distrito de Columbia, de 8,6%.

Em maio e junho, quando o estado iniciou a reabertura, Maryland ganhou 96,7 mil novos postos de trabalho. “Nossa economia está aberta, se recuperando e se saindo melhor do que muitos outros estados, mas apenas o povo de Maryland pode manter nosso estado aberto aos negócios, continuando a seguir as orientações de saúde pública”, incentiva o governador Larry Hogan.

Publicidade
CCA idiomas

“Em Maryland, fomos capazes de manter mais de 70% da nossa economia aberta durante toda a crise de coronavírus e 98% da nossa economia agora está aberta e é capaz de operar de maneira segura”, observa.

Segundo o relatório da agência nacional, o setor de Lazer e Hotelaria teve o maior crescimento, com um aumento de 23,2 mil empregos. O setor de Comércio, Transporte e Serviços Públicos adicionou 14,9 mil vagas, entre o Comércio Varejista (10,1 mil); Transporte, Armazenamento e Utilitários (3,2 mil); e Comércio por Atacado (1,6 mil). Outros setores que experimentaram crescimento incluem: Outros serviços (9 mil); Serviços de Educação e Saúde (7,9 mil); Mineração, Exploração Madeireira e Construção (5,7 mil); Manufatura (2,3 mil); e Serviços Profissionais e Comerciais (1,3 mil).

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes