A Hope Chinese School, administrada pela Winston Churchill High School em Potomac, Maryland, anunciou em seu site que a diretoria da escola decidiu fechar no sábado (1º) e no domingo (2), “para manter a comunidade segura”. Esse é apenas um exemplo de como a área de DMV está sentindo o impacto do surto de coronavírus na China.

“O Conselho do HCS está em estreita coordenação com os departamentos de saúde dos condados de Fairfax e Montgomery e está preparado para tomar ações adicionais de saúde pública”, dizia o anúncio da escola.

Rockville, Maryland, é o lar de uma das vibrantes comunidades asiático-americanas da região de DC e mantém diversas atividades comerciais, como o supermercado Great Wall. Segundo o gerente da loja, as vendas também foram afetadas por conta do medo suscitado pelo novo vírus. “Isso diminuiu um pouco nossos negócios … talvez cerca de 20%”, estima Yong Chen.

Ele conta que as pessoas estão ligando para ver como está a atividade na loja e descreve um dos telefonemas. “‘OK. Sem muita gente, eu vou’. Eu perguntei por que estava falando sobre isso? Quero dizer, se estava com medo. Eles dizem que simplesmente odeiam multidões. Não sei se há uma conexão ou não. Só sei que havia pessoas interessadas. Até minha mãe”, revela.

Chen explica que os itens da loja vêm de fazendas na Pensilvânia e na Califórnia, não da China. Apenas alguns compradores foram vistos na empresa na manhã desse domingo (2) – e usavam máscaras.

Publicidade

A comunidade de Rockville também cancelou as comemorações do Ano Novo Lunar no fim de semana, citando preocupações com o coronavírus. Atualmente, pelo menos 26 países estão relatando casos do vírus, à medida que o número de mortos continua a subir. Mais de 300 pessoas morreram no exterior e mais de 14 mil outras foram infectadas.

As autoridades de saúde de Massachusetts confirmaram o oitavo caso de coronavírus nos Estados Unidos. Até o momento, não há casos confirmados na área de DMV.

Viagens aéreas

O medo de contágio também afeta os viajantes da área, já que as principais companhias aéreas suspenderam voos de e para a China continental. “Com base no recente aumento do Departamento de Estado dos EUA do China Travel Advisory para o Nível 4 (Não Viajar), a American suspende suas operações de e para o continente chinês até 27 de março. Continuaremos a avaliar o cronograma para 28 de março e além e fazer os ajustes necessários”, escreveu a American Airlines em comunicado à imprensa.

A Delta planeja suspender temporariamente os voos para a China de 6 de fevereiro a 30 de abril. A United anunciou que o fará de 6 de fevereiro a 28 de março. O Aeroporto Internacional de Dulles, um dos três que servem à região de Washington, é um dos 20 aeroportos em todo o país onde o CDC está examinando os viajantes que chegam.

(Com informações de Fox 5)

Publicidade
CCA idiomas