Espera-se que pelo menos três membros do Conselho Municipal de Annapolis e o prefeito Gavin Buckley votem a favor da legislação que tributa e regula os aluguéis de curto prazo na cidade, garantindo a aprovação do projeto de lei na primeira reunião do ano do conselho, nesta segunda-feira (13).

Desde que foi introduzido no ano passado, o projeto de lei que visa tributar e regular aluguéis de curto prazo como Airbnb, VRBO e HomeAway, traçou linhas de batalha em Annapolis, separando residentes de longa data, proprietários de imóveis e outros interessados ​​que falaram longamente em duas audiências públicas e em várias outras reuniões do conselho da cidade.

Os moradores veem o afluxo de propriedades de aluguel de curto prazo nos últimos anos como um incômodo que prejudicou a composição de suas comunidades. Eles dizem que as propriedades devem ser fortemente reguladas e reduzidas.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Os proprietários de curto prazo criticaram inicialmente a lei por ser muito dura, mas obtiveram ganhos na eliminação de um requisito de residência primária muito debatido. Agora eles veem a lei alterada como um compromisso de versões anteriores.

Nesta segunda-feira, o projeto chegará a uma votação final e provavelmente precisará de apenas quatro votos para ser aprovado. Se a legislação for aprovada, os titulares da licença deverão pagar um imposto de hotel de 7%.

(Com informações de Baltimore Sun)

Publicidade