Com o objetivo de fornecer proteção no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do coronavírus, o governo brasileiro passou a conceder um auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEIs), autônomos e desempregados. Cada família pode receber até duas cotas.

Brasileiros no exterior também têm direito ao benefício, desde que tenham residência no Brasil e atendam aos critérios estabelecidos pelo Governo Federal para receber o auxílio. Os residentes no exterior, ou seja, aqueles que apresentaram declaração de saída definitiva do Brasil junto à Receita Federal, não têm direito ao benefício.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

Para poder se candidatar, é necessário que o solicitante pertença a família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até três salários mínimos (R$ 3.135,00). Para saber se está apto(a) a receber o auxílio emergencial, veja mais informações aqui.

O auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores de baixa renda, a ser concedido durante a pandemia do novo coronavírus, durará, a princípio, três meses, mas poderá ser prorrogado. Os pagamentos, através de depósito bancário, iniciaram na semana passada, a pessoas inscritas no Cadastro Único com contas no Banco do Brasil ou poupança da Caixa. Nesta semana, começam os depósitos para os demais beneficiados.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas