Uma série de tiroteios nos últimos quatro meses perto de uma escola primária aumentou o alarme no bairro de Columbia Heights, DC. A polícia reforçou as patrulhas na área e os vizinhos estão sendo avisados ​​de que podem ajudar a conter a onda de violência armada, ao oferecer seu tempo voluntariamente.

Em fevereiro, um homem foi morto a tiros perto da escola primária Harriet Tubman. Então, no mês passado, mais dois homens foram feridos em outro tiroteio perto da escola, no bloco 3100 da 13th Street NW.

Os moradores reuniram-se na noite dessa quarta-feira (5) para uma reunião de segurança pública da Comissão de Vizinhança. Aqueles que perguntaram sobre o recente pico de violência armada foram informados de que membros de gangues deslocados de outros bairros se mudaram para Columbia Heights, provocando conflitos e contribuindo para o problema.

“Indivíduos que não se conhecem de gangues diferentes estão agora lutando internamente e esses indivíduos estão alvejando uns aos outros”, disse Angelica Castanon, assessora da comissão.

Publicidade

Os moradores foram informados de que, embora a polícia tenha reforçado os recursos, os membros da comunidade também devem se envolver. “Temos muitas oportunidades de voluntariado para mentores, programas de leitura de fim de semana, depois de programas escolares, programas de verão, e isso aborda mais o lado da prevenção de questões de segurança pública”, explicou a assessora.

Programas de prevenção de drogas e centros de juventude administrados pela cidade estão intensificando os esforços contra a violência. São grupos sem fins lucrativos na comunidade, incluindo o Exército de Salvação.

 

(Com informações de WTop)

Publicidade