O atirador do massacre de Virginia Beach, que matou 12 pessoas, havia notificado um superior de sua intenção de demitir-se.

Em uma entrevista coletiva no domingo, dia 2, após ser perguntado sobre o atirador ter notificado, por e-mail, sua cadeia de comando de sua intenção de deixar seu emprego na sexta-feira, dia 31, horas antes do tiroteio, o prefeito da cidade, Dave Hansen, disse que “o desempenho do perpetrador foi satisfatório” e que ele era um funcionário “em boas condições” no departamento da cidade de Virginia Beach, onde trabalhou.

As autoridades identificaram DeWayne Craddock, de 40 anos, como o atirador no prédio municipal na sexta-feira à tarde.  Ele trabalhou no departamento de serviços públicos da cidade como engenheiro. Ele foi morto depois de trocar tiros com a polícia.

O chefe da polícia, James Cervera, disse que não tem “informações” para concluir que o suspeito tinha como alvo alguém especificamente.

Publicidade

As autoridades da cidade homenagearam as vítimas em um show, com muita comoção, transmitido no sábado, no mesmo dia em que James Cervera identificou o atirador

As 12 pessoas mortas no tiroteio em massa incluíram 11 funcionários da cidade que serviram a Virginia Beach por mais de 150 anos no total.

Quatro outras pessoas ficaram feridas no tiroteio, incluindo três que permanecem hospitalizadas em estado crítico.

(Com informações de FOX 5 DC)

Publicidade