O superintendente de escolas públicas do Condado de Montgomery, Jack Smith, chama a atenção para os problemas que ocorrem com motoristas e ônibus escolares no maior sistema escolar de Maryland. Embora obrigatório, muitos condutores não param quando as luzes vermelhas de acendem, indicando que os coletivos estão fazendo o embarque ou desembarque de estudantes.

E a prova está no enorme aumento de multas que foram emitidas. “Um número excessivo de pessoas, estou triste e chateado e com raiva de dizer, ultrapassa os ônibus escolares enquanto os sinais vermelhos e o sinal de parada e o braço e todas essas coisas estão em funcionamento”, afirma Smith.

Entre 1º de setembro e 7 de outubro de 2018, havia mil câmeras instaladas em ônibus escolares no Condado de Montgomery para flagrar infrações como essa. Essas câmeras emitiram 3.470 citações para motoristas que não pararam quando as luzes vermelhas estavam piscando.

No mesmo período deste ano, o município aumentou o número de ônibus com os equipamentos para pouco mais de 1,2 mil – e viu o número de multas automáticas distribuídos subir para 9.347. Isso representa um aumento de 270% nas infrações em relação ao ano anterior, com um aumento de 20% nas câmeras.

Publicidade

“Pelo amor de Deus, todo mundo observa os grandes ônibus amarelos. Quando você vê um grande ônibus amarelo, é muito provável que haja estudantes nas proximidades”, diz o superintendente.

As pessoas capturadas pelas câmeras automatizadas estão sujeitas a multas de US$ 250. Se o flagrante for feito por um policial, o valor sobe para US$ 570 e três pontos são colocados a licença do motorista.

 

(Com informações de Wtop)

 

 

 

 

Publicidade